Lance a Lance – Confira o resumo da Prova 2 da GT3 Cup

O pole André Gaidzinksi começou forte segurando a dianteira, seguido por Caio Castro. O nome da largada foi o Mascarello, saltando de oitavo para terceiro. No fim da reta Oposta Caio Castro conseguiu passar Gaidzinski para liderar pela primeira vez em sua carreira na Porsche Cup.

Na segunda volta foi acionado o safety-car para resgate do carro de Vina Neves. O top5 mostrava Castro (liderando também na Sport), Gaidzinski, Mascarello, Mohr e Fontanari. Em 12º, Bruno Campos liderava na Trophy.

Na relargada Raijan atacou Gaidzinski no S do Senna e os carros se tocaram na segunda perna, com o carro #80 catapultado após contato na lombada atrás da zebra. O líder do campeonato saiu rodando. Logo atrás, Leo Sanchez e Ayman Darwich emparelharam e também houve contato entre eles. O carro de segurança novamente foi acionado.

Duas voltas depois Caio Castro relargou novamente com autoridade. Mohr era segundo colocado, seguido por Ricardo Fontanari, Daniel Correa e Lucas Salles. Em nono, Bruno Campos sustentava a dianteira na classe Trophy.

Caio Castro veio com a melhor volta da prova na sexta volta. Mohr tentou acompanhar de perto, mas acabou espalhando na entrada do S do Senna. No fim daquele giro, a diferença entre eles era de 1.2s. Na mesma volta Daniel Correa passou Fontanari na Junção. Lucas Salles tentou acompanhar, mas o #17 fechou a porta no fim da reta Oposta.

A 7 minutos da abertura da volta final, duelo entre SangHo Kim e Edu Guedes pelo décimo lugar teve vantagem para o carro #71.

Na freada do S do Senna na volta 11, Caio Castro travou pneu e teve parte da vantagem para Mohr reduzida. Na volta 13 os líderes quase atingiram o carro #99 atravessado na subida do Café. Caio mostrou reflexo para passar por fora e Mohr por dentro.

Caio abriu a volta final 0.273 à frente de Mohr e soube posicionar o carro #22 no meio da pista na freada do S do Senna para neutralizar qualquer tentativa. Mohr atacou no Pinheirinho, Castro espalhou na Junção. Mohr atacou de novo no Café. Mas o dia era de Caio Castro, para vencer pela primeira vez na classe Sport e no geral, por 0.198. O pódio foi completado por Correa, Salles e Monteiro. Em décimo, Bruno Campos levantou a vitória na Trophy.

PARCEIROS