Lance a Lance: Confira como foi a Prova 2 da GT3 Cup

Na largada, Marcondes saltou por fora e tentou avançar de sexto para quarto, bateu porta com porta com Urubatan Jr na segunda perna do “S” do Senna, rodou e caiu para último. Urubatan, por sua vez, superou o pole Chico Horta no fim da reta oposta.

No término da primeira volta, Urubatan liderava, enquanto Horta era muito pressionado por Mohr, com Sanchez em quarto e Mauro em quinto. Mohr passou Horta no Laranjinha e, pouco antes, no fim da reta oposta, Mauro passou Sanchez.

Nohr seguiu no ataque e assumiu a liderança no fim da terceira volta, na subida do Café. Ainda na quinta volta, Darwick e Fontanari travavam grande duelo pelo segundo lugar na classe Sport e nono no geral, e Fontanari prevaleceu.

Marcondes tentou atacar Billi e Darwick no fim da reta dos boxes na abertura da sétima volta, mas rodou e perdeu tempo, embora não tenha danificado o carro. A dez minutos da abertura da última volta, Mohr liderava com tranquilidade, 2s5 à frente de Urubatan.

A grande disputa da corrida era entre Mauro e Horta, com Márcio assumindo o terceiro lugar no “S” do Senna. Em quinto vinha Urnhani, e em sexto, liderando na classe Sport, Sanchez.

Faltando um minuto e meio para a abertura da última volta, Horta enquadrou Mauro na luta pelo terceiro lugar, mergulhou no “S” do Senna, mas acabou atravessando e rodando. Com isso, voltou em quarto lugar.

Sanchez passou Urnhani na mesma volta e passou para quinto, último lugar no pódio no geral e liderando na Sport. Em boa recuperação, Monteiro era o décimo no geral. Mohr conquistou a vitória, mas a ação continuava nas demais posições.

Na reta final antes de receber a bandeirada, Urubatan apareceu com o carro batido, e Mauro agradeceu para receber a bandeirada em segundo. Urubatan ainda se arrastou para ficar em terceiro, à frente de Horta, Sanchez e Urnhani.

Na classe Sport, Sanchez foi o vencedor, com Darwich em segundo, Fontanari em terceiro, Gaidzinski em quarto e Danilo Menossi em quinto.

PARCEIROS