Resumo de 2021 – Carrera Cup: Constância sendo a chave do título

A Porsche XP Private Carrera Cup terminou sua temporada de Sprint com um velho conhecido no lugar mais alto do pódio. Miguel Paludo conquistou seu sétimo caneco nos carros de competição mais produzidos do planeta e completou uma temporada em 2021 de muita constância.

Defendendo seu título de 2020, Paludo começou a temporada mostrando que era novamente um dos favoritos a levantar o troféu de campeão. O sempre competitivo carro #7 da Brandt abriu a temporada com vitória no Velocitta. Um toque tirou a dobradinha dos planos na segunda jornada daquela etapa. Curitiba novamente viu Paludo vencer e subir ao pódio, P5 na bateria 1 e vitória após inversão de grid na segunda posição.

A primeira passagem por Interlagos não terminou em vitórias para o campeão, mas subiu ao pódio em ambas corridas, com P2 e P3 no traçado paulista. Na segunda passagem do ano por Curitiba e provavelmente a despedida da categoria de sua segunda casa, Paludo não venceu, mas novamente coletou pódio duplo na etapa.

A etapa mais complicada do ano colocou em xeque o sétimo título. Goiânia fez Paludo abandonar a primeira corrida com uma quebra e ficar fora do pódio na segunda bateria, a decisão ficaria para última etapa e Miguel viajaria para a preliminar da F1 na terceira posição da tabela.

O gaúcho de Nova Prata precisava apenas de suas forças para garantir o título da atual temporada em Interlagos. Com a vitória no sábado, Paludo precisava apenas de um quinto lugar para garantir o título após os descartes. Paludo resistiu aos ataques de Neugebauer e terminou a corrida na quarta posição, confirmando a conquista com diferença de apenas 4 pontos para Marçal Müller, que fez sua lição de casa ao vencer a prova e jogar a responsabilidade para o #7.

Pela classe esporte dos carros de 4.0 litros, quem se sagrou campeão foi Renan Pizii. Correndo sua primeira temporada completa na categoria, depois de mais de 16 anos afastado do automobilismo, o piloto do #16 traçou no começo do ano metas para conquistar em 2021: Vencer sua classe, marcar uma pole na geral e vencer uma corrida na geral.

Pizii pôde marcar como concluída as três metas de 2021. Zerando a primeira etapa da temporada, o piloto teve que correr atrás de Crsitiano Piquet, que havia gabaritado a passagem pelo Velocitta da Porsche Cup. A temporada do #16 dali para frente beirou a perfeição. Vitória em Curitiba, vitória em Interlagos, na volta da categoria para sua segunda passagem em Curitiba, vitória tanto na geral quanto na classe Sport na primeira prova daquela jornada e gabarito em Goiânia, saindo como líder para a decisão da temporada em Interlagos. Com um P2 e vitória na preliminar da F1, Pizii garantiu a conquista no domingo e pode enfim completar seus objetivos traçados no começo da temporada.

A classe Trophy proporcionou um embate entre estreantes na Carrera Cup. Nelson Marcondes x Eduardo Menossi x Francisco Horta. Os três pilotos batalharam até as rodadas finais pelo título. O campeão Nelson Marcondes triunfou em três oportunidades, Horta em quatro oportunidades e Menossi em uma. Por conta de descartes e consistência de resultados, Marcondes terminou na frente graças a vitória no domingo de Fórmula 1 em Interlagos. Foi o quinto título do #199 em três anos na categoria. em 2020 ele já havia se sagrado campeão geral e da classe sport na GT3 Cup, além de Campeão overall e da GT3 Trophy pela Endurance Series.

PARCEIROS