Perfil do piloto – Léo Sanchez: entre os negócios e as pistas

Empresário do ramo farmacêutico conta como divide seu tempo entre os negócios da família e os carros de competição.

Leonardo Sanchez, o campeão da Porsche Endurance Series na temporada de 2019 junto com Átila Abreu, tem uma história curta, mas vencedora nas pistas. Estreando no ano de 2018 entre as categorias da Stock Light e da Porsche Cup.

Mas, antes de falarmos da relação de Léo com os carros de corrida mais produzidos do planeta, vamos conhecer um pouco mais sobre quem é Leonardo Sanchez e seu caminho até chegar no cockpit da Porsche Cup Brasil.

Fora das pistas Leonardo é empresário no ramo farmacêutico. Herdeiro de uma das maiores indústrias do ramo no Brasil, a EMS. Empresa que surgiu como uma farmácia em 1950 pelas mãos de seu avô. Hoje Léo representa a terceira geração da família no comando da empresa.

Ainda muito jovem, Léo já figura entre os principais nomes das indústrias farmacêuticas no mundo, ganhando destaque inclusive pela renomada revista Forbes, a principal revista de negócios do mundo, no ano de 2015. Em âmbito nacional foi destaque também pela IstoÉ Dinheiro em 2019. Hoje Leonardo é responsável pelo setor de “Novos Negócios” da empresa da família. O principal responsável por desbravar novos mares além dos negócios de Fármacos.

A relação de Leonardo com o automobilismo começou por causa da EMS, a empresa é grande apoiadora dos esportes no país, se destacam entre eles a NBB e a Superliga de Vôlei, além do automobilismo.

“Comecei no automobilismo como um hobby, na época eu tentava jogar golfe, mas vi que não me daria nenhum futuro. Foi quando conheci o Átila Abreu e entrei para o automobilismo.
Assim como no mundo dos negócios, você começa a ser reconhecido no automobilismo quando os resultados aparecem. As pessoas começaram a me reconhecer além do cara brincalhão e carismático quando os resultados vieram.”

A pandemia do novo coronavírus fez o piloto Leonardo se afastar do asfalto assim como todos os esportes a motor no mundo, mas fez com que o Leonardo empresário trabalhasse ainda mais.
“Em tempos de pandemia, nós estamos patrocinando grandes estudos tanto no Hospital Albert Einstein quanto no Oswaldo Cruz sobre o Coronavírus, além de doações de cestas básicas para aqueles que mais precisam de ajuda nesse momento”.

Depois de conhecermos mais sobre o Leonardo fora das pistas e como começou sua relação com o automobilismo, vamos descobrir algumas curiosidades sobre ele com nosso questionário.

P: Quem é seu ídolo no esporte?
R: Vou citar dois caras que eu tenho como ídolos: Átila Abreu e Ingo Hoffman, conheci ambos pessoalmente e além de excelentes pilotos são pessoas extraordinárias também.

P: O que sentiu quando acelerou o Porsche pela primeira vez?
R: Senti uma adrenalina enorme, mas senti muita confiança quando acelerei o Porsche pela primeira vez.

P: Qual a corrida mais importante da carreira e por quê?
R: A corrida mais importante da minha carreira foi Estoril quando chegamos em primeiro lugar no Endurance. Ali foi quando percebi que conseguiria superar o meu limite do medo.

P: Qual corrida sonha em ganhar?
R: Vou citar duas aqui também! No Brasil em Interlagos, pois nunca ganhei lá. Já no mundo é ganhar uma prova em Daytona. Seria especial ganhar essas duas corridas.

P: Possui algum Hobby fora da pista?
R: Meu hobby fora das pistas é trabalhar!

P: Como entrou para o automobilismo?
R: É uma história longa! Tinha acabado de voltar da Europa, no aniversário do meu sobrinho eu conheci o Lauro Traldi. Ele me agradeceu por patrocinar ele, mas na hora nem me toquei que ele era piloto. Pelo tamanho achei que ele fosse do vôlei ou do basquete. Ele me explicou o caminho de como chegar a ser um piloto profissional. No primeiro dia de teste eu dei PT em um carro de corrida! E foi assim que comecei.

P: Qual seu gênero musical favorito
R: Cara, gosto muito de Sertanejo, música eletrônica e muita música pop brasileira.

P: Pratica outros esportes? Quais?
R: Antes eu praticava vários! Golf, lutas e corrida de rua! Hoje em dia tenho ficado mais com a academia mesmo.

P: Tem algum apelido?
R: Sanchez ou Léo Sanchez, acho que são só esses mesmo…

P: Se pudesse escolher guiar qualquer Porsche de rua no dia a dia qual modelo ia escolher e por quê?
R: Com certeza o novo Porsche Panamera Turbo S E-Hybrid! Inclusive se o Dener quiser me dar um, não seria ruim… (risos).

 

PARCEIROS