Porsche Mobil1 Supercup abre na Áustria a temporada mais compacta de sua história

A retomada das corridas na Europa neste fim de semana marca a etapa de abertura da Porsche Mobil1 Supercup, maior evento monomarca do esporte a motor no planeta.

Como acontece ininterruptamente desde 1993, as provas com os carros de competição mais produzidos no mundo voltam a integrar as programações oficiais dos GPs de F1 na Europa em 2020.

A exemplo do que acontece com a categoria máxima, forçada a adaptar seu calendário pela situação sanitária global, a Porsche Mobil1 Supercup terá a temporada mais compacta em toda sua história. Serão oito eventos em menos de dez semanas.

A jornada começa com três fins de semana consecutivos em julho: dois no Red Bull Ring e um em Hungaroring. Então uma semana sem corridas e logo mais três consecutivas em agosto: Silverstone (nos dias 2 e 9) e Barcelona (16). Outra semana de folga, e a seguir mais duas corridas na sequência: Spa (30 de agosto) e Monza (6 de setembro).

Todos os carros do grid são os Porsche 911 GT3 Cup – geração 991 II. São os mesmos modelos de motor 4.0 litros usados na Carrera Cup no Brasil. A principal diferença para a maior categoria de Gran Turismo da América Latina é que na Supercup não vigora o modelo de monogestão, isto é: há uma disputa entre equipes, que preparam os carros de competição e desenvolvem seu setup.

Outro paralelo com a Porsche Carrera Cup no Brasil é a plataforma de desenvolvimento de jovens talentos na Supercup. Neste ano, os pilotos júnior são o neo-zelandês Jaxon Evans (que parte para sua segunda temporada no programa) e o turco Ayhancan Güven, recrutado em 2019 em seletiva global que contou com a participação do brasileiro Vitor Baptista. Curiosamente desde 2016, apenas pilotos júnior venceram na pista austríaca que recebe a etapa inaugural.

A concentração das datas da Porsche Mobil1 Supercup com a reformulação do calendário impactou diretamente os planos do principal piloto dos últimos anos, o alemão Michael Ammermüller. Campeão em 2019, 2018 e 2017 com a equipe austríaca Lechner, Ammermüller disputaria o campeonato de 2020 com o objetivo de igualar o holandês Patrick Huisman, que enfileirou quatro campeonatos consecutivos entre 1997 e 2000 e é quem mais tem títulos na Supercup até hoje. Entretanto a reformulação do calendário trouxe inúmeros conflitos de datas com o Campeonato Alemão de GT (o ADAC GT Masters), inviabilizando a busca de Ammermüller pela quarta coroa neste ano.

A programação da etapa de abertura no Red Bull Ring determina um treino livre na sexta-feira, o quali no sábado e a corrida de 17 voltas no domingo. A lista de inscritos tem 25 pilotos, representando 11 diferentes nacionalidades. O campeonato de equipes terá 10 escuderias, provenientes de sete países diferentes.

Porsche Mobil1 Supercup – calendário 2020:
1. Red Bull Ring (Áustria) – 5.jul
2. Red Bull Ring (Áustria) – 12. Jul
3. Hungaroring (Hungria) – 19.jul
4. Silverstone (Reino Unido) – 2.ago
5. Silverstone (Reino Unido) – 9.ago
6. Barcelona (Espanha) – 16.ago
7. Spa-Francorchamps (Bélgica) – 30.ago
8. Monza (Itália) – 6.set

Porsche Mobil 1 Supercup – galeria de campeões:
1993 – Altfrid Heger (ALE)
1994 – Uwe Alzen (ALE)
1995 – Jean-Pierre Malcher (FRA)
1996 – Emmanuel Collard (FRA)
1997 – Patrick Huisman (HOL)
1998 – Patrick Huisman (HOL)
1999 – Patrick Huisman (HOL)
2000 – Patrick Huisman (HOL)
2001 – Jörg Bergmeister (ALE)
2002 – Stéphane Ortelli (MON)
2003 – Frank Stippler (ALE)
2004 – Wolf Henzler (ALE)
2005 – Alessandro Zampedri (ITA)
2006 – Richard Westbrook (GBR)
2007 – Richard Westbrook (GBR)
2008 – Jeroen Bleekemolen (HOL)
2009 – Jeroen Bleekemolen (HOL)
2010 – René Rast (ALE)
2011 – René Rast (ALE)
2012 – René Rast (ALE)
2013 – Nicki Thiim (DIN)
2014 – Earl Bamber (NZL)
2015 – Philipp Eng (AUT)
2016 – Sven Müller (ALE)
2017 – Michael Ammermüller (ALE)
2018 – Michael Ammermüller (ALE)
2019 – Michael Ammermüller (ALE)

PARCEIROS