Garanta Seu Ingresso

Porsche Cup lamenta o falecimento de Amadeu Rodrigues

O automobilismo brasileiro amanheceu este domingo (1.nov) de luto pela notícia do falecimento de Amadeu Rodrigues, aos 65 anos de idade.

Profissional muito querido e reverenciado em toda a comunidade do esporte a motor nacional, Amadeu dedicou sua vida ao automobilismo, angariando admiração e respeito durante toda sua trajetória nas pistas.

Campeão da extinta “Divisão 3”, Amadeu deu exemplos também no quesito superação. Em 1989, em prova do Brasileiro de Marcas e Pilotos, ele ficou preso em um carro em chamas após acidente em Tarumã. Teve mais de 75% do corpo queimado, lutou pela vida durante meses na UTI e um longo processo de recuperação, passando por múltiplas cirurgias ao longo de mais de um ano. Essa mesma garra ele mostrou mais recentemente, batalhando contra um câncer.

Apaixonado pelo aspecto técnico dos carros, depois de encerrada a carreira de piloto, Amadeu se dedicou à equipe Hot Car, tradicionalíssima escuderia da Stock Car.

Sua equipe preparou também carros em outros campeonatos, caso do Brasileiro de Endurance, que correu no último sábado em Goiânia. Amadeu guiava a van da equipe no retorno da corrida quando houve um choque com a traseira de uma carreta no km 430 da BR 365, em Uberlândia (MG). Ele não resistiu à batida, que deixou sua esposa, Dona Cibele, com fratura na perna e outros integrantes da equipe feridos. Todos foram encaminhados a hospitais da região.

“Amadeu Rodrigues era sinônimo de automobilismo e exemplo de superação. Ficamos consternados com a notícia de seu falecimento e, neste momento de pesar, em nome da Porsche Cup manifestamos condolências à família, extensivas à organização Hot Car”, disse Dener Pires, promotor da Porsche Cup no Brasil.

PARCEIROS