Lance a Lance – Confira o resumo da OAKBERRY All-Star Race

Átila Abreu largou da pole e sustentou a posição na largada. Gabriel Casagrande saltou de quinto para segundo. Renan Guerra avançou de sétimo para terceiro. Guilherme Salas e Ricardo Mauricio completavam o top5 no fim da primeira volta.

Logo atrás o pega era intenso envolvendo Danilo Dirani, Cesar Ramos, Diego Nunes, Ricardo Zonta e Gaetano di Mauro –este que havia partido de 18º.

Ricardinho assumiu a terceira posição na abertura da volta 4 e logo colou em Casagrande. Átila tinha um respiro na frente. No fim dessa volta o #90 passou o #1 após a Junção e partiu para o ataque ao ponteiro.

Na sexta volta, Ricardinho abriu ataque sobre Átila. Ele já havia escalado 11 posições com o carro #90. Passou para liderar na subida da reta principal na sequência. Outro que vinha galgando o pelotão era Cesar Ramos com o #9, aparecendo em terceiro na volta 7.

Cesar passou Átila na tomada da Junção na volta 9, então veio o safety-car programado para neutralizar o pelotão.

Na relargada Cesar ameaçou Ricardinho, sem feito. Quem avançou foi Barrichello, conquistando o sexto lugar no S do Senna e o quinto na subida do Café.

Na volta seguinte, sob aplauso dos torcedores, Rubens passou Casagrande novamente no Café. E a seguir passou Átila no S do Senna.

Último colocado no grid, Alan Hellmeister fez valer a vantagem de quatro pneus novos e zero quilo de lastro e já era quinto no 13º giro. Na passagem seguinte ele também passou Átila, que tinha dificuldades em se defender com o carro levando 50kg sem nenhum pneu novo.

Na penúltima volta, Sergio Sette Câmara e Danilo Dirani percorreram praticamente meia pista lado a lado em pega pela sexta posição. Logo atrás, Felipe Drugovich passou Gabriel Casagrande.

Ricardinho Maurício conseguiu segurar Cesar Ramos até o fim, premiando seu parceiro Edu Azevedo com o Porsche 718 Spyder zero. Barrichello e Hellmeister lutaram pela terceira posição até a bandeirada, recebida à frente por Rubinho por 0.162. Átila completou o top5.

No pódio, Edu Azevedo e Ricardinho receberam as chaves do prêmio da corrida, entregues por Dener Pires, promotor da Porsche XP Private Cup, e executivos da Porsche Brasil.

PARCEIROS