Classificatório Carrera – Et. 6: Confira o resumo do quali

A programação foi aberta com as principais estrelas na pista. Com o asfalto de Goiânia ainda molhado, houve inversão da ordem dos grupos do quali, com os competidores de maior B.O.P da Carrera Cup iniciando os trabalhos.

Pista úmida, pneus slicks, 485 HP nos carros da Carrera Cup e os principais talentos do esporte a motor brasileiro em ação: emoção garantida.

Guilherme Salas foi o primeiro a registrar voltas competitivas, encabeçando a tabela de tempos na segunda e depois terceira passagem. Depois Zonta baixou, e Ricardo Mauricio, depois Lucas di Grassi, então Nelsinho Piquet, a seguir Felipe Massa e na sequência Thiago Camilo… Ou seja, com a pista melhorando gradualmente conforme secava e uma gama de pilotos muito competentes em ação, o carro a cruzar a linha de chegada ia para o topo da classificação.

Felipe Massa foi o primeiro a receber bandeirada, depois Salas bateu sua marca. Ricardo Mauricio cravou o terceiro tempo, Camilo o quarto. Mas Piquet, di Grassi, Zonta, Cacá Bueno e Renan Guerra tinham ainda a volta para fechar.

Salas ficou com o melhor tempo, 1:29.050 -colocando mais de 3 décimos sobre o segundo colocado. Depois vieram Piquet, Renan, Massa, Zonta, Ricardinho, di Grassi, Camilo, Danilo Dirani e Cacá Bueno completando o top10.

A nota negativa da sessão ficou para o carro #7, vice-líder na tabela de pontos. Beto Gresse teve problemas para aquecer os pneus e o tempo ficou muito alto, decretando uma prova de recuperação para a dupla da Brandt na prova de 300 km.

No segundo grupo, as voltas rápidas já começaram antes de metade do treino. E foi Pedro Aguiar o autor da primeira delas. Logo a seguir Rouman Ziemkiewicz cravou a então melhor volta do dia.

Depois Werner Neugebauer, e novamente Pedro Aguiar superaram o carro #80.

Mas a pista seguia melhorando muito rapidamente, com o topo da lista de tempos mudando constantemente.

A dois minutos da bandeirada, Lico Kaesemodel liderava com o carro #91, à frente de Paludo, Pedro Aguiar e Marcelo Franco. No minuto final, Lico e Alexandre Auler tiveram contato, determinando bandeira amarela em parte da pista. Lico acabou punido com a perda da melhor volta para o carro #91 pelo incidente.

Aguiar, primeiro a receber a bandeirada, era o líder. Mas foi superado depois por Paludo, autor da melhor volta do dia 1:25.749. Werner passou em terceiro, Franco em quarto e Alceu Feldmann em quinto.

Na média das melhores marcas, a pole ficou com o carro #20. Werner e Zonta ficaram com o segundo lugar na classe. Pela Carrera Cup Sport, o melhor no grid foi o carro #80, em terceiro com os carros 4.0.

Mas os GT3 Cup ainda voltariam para a pista, com chance de embaralhar o grid ainda mais.

Com todos os grupos realizados, os cinco primeiros carros do grid eram da Carrera Cup: Aguiar/Salas; Werner/Zonta; Ziemkiewicz/Piquet; Feldmann/Camilo e Edu Azevedo/Ricardo Mauricio.

 

O que eles disseram:

“A pista hoje estava meio úmida é uma condição bem diferente de ontem. Não sabia exatamente como seria o desempenho, mas felizmente fiz uma volta bem no limite. Estava bem difícil. A corrida acontece logo, então não tem tanto tempo para comemorar. Temos que tabalhar agora na estratégia com nossos engenheiros”
Guilherme Salas

“A corrida de Sprint semana passada com certeza me ajudou a chegar mais afiado aqui. Andei em Goiânia com pista molhada e se chover na corrida acho que estamos preparados. O Salas fez um grande trabalho e sabia que teria condição de buscarmos um bom lugar no grid depois. Agora vamos focar na corrida”
Pedro Aguiar

PARCEIROS