Chico Horta e Pedro Aguiar são os poles na manhã de sábado

Os qualis de sexta-feira, 13 de novembro do traumático ano de 2020 foram evidentemente marcos por muito drama em Interlagos.

Como sempre a indefinição sobre pneus no autódromo com chuva e sol, pautou a jornada. No fim Chico Horta prevaleceu com mais uma pole na GT3 Cup.

No treino da Carrera Cup, Alceu Feldmann, JP Mauro, Marçal Muller e Miguel Paludo ocuparam a pole provisoriamente. A sessão foi interrompida por um acidente no fim da reta inclusive.

Mas no fim quem sorriu mais largo foi Pedro Aguiar, graças a uma tocada muito precisa com o carro #20.

Os qualis

A segunda sessão classificatória da classe GT3 Cup foi realizada com os carros equipados com pneus Michelin para piso molhado. Chovia fraco ainda em parte do circuito quando os carros foram para pista.

Marcio Mauro foi o primeiro a andar rápido, registrando o melhor tempo na fase inicial do treino, à frente de Urubatan Junior, Nelson Marcondes, Leo Sanchez e Georgios Frangulis.

Mas Chico Horta veio determinado a repetir a pole do treino anterior e cravou 1:52s250 no meio do treino.

Cristian Mohr a seguir registrou o segundo melhor tempo, mas ainda 0s476 distante de Horta. Urubatan Junior vinha em terceiro. Marcio Mauro era quarto e Ayman Darwich, liderando na classe Sport, o quinto.

Nos cinco minutos finais, alguns carros continuavam na pista, mas sem as melhores condições de pneus para baixar suas marcas. E assim Chico Horta cravou sua segunda pole em dois qualis na GT3 Cup.

O segundo classificatório da Carrera Cup também aconteceu com pista molhada e todos os carros com pneus Michelin para chuva. Assim como no primeiro quali, Alceu Feldmann logo tratou de ir para pista, bem como Fran Lara e Maurizio Billi.

Depois de cinco minutos de sessão, JP Mauro desbancou Feldmann do topo da tabela de tempos. Mas logo Christian Hahn tirou mais de 1s de sua marca e foi para liderança. Marçal Müller na sequencia foi 0s242 mais veloz que Hahn, assumindo a dianteira.

Rodolfo Toni então rodou no final da reta e foi parar na barreira de proteção, determinando acionamento da bandeira amarela a quatro minutos do fim. O piloto saiu andando do carro acidentado e, enquanto a área de escape era liberada, os outros carros esperavam na saída de box.

A sessão foi reiniciada com pouco mais de três minutos para a abertura da volta final, permitindo a quase todos os pilotos apenas uma chance de marcar tempo -as exceções eram Paludo e Ricardo Baptista, os primeiros a deixar o pitlane.

Paludo assumiu a pole provisoriamente, mas Hahn bateu sua marca antes de receber bandeirada. Pedro Aguiar então subiu para primeiro.

Hahn larga em segundo, Müller em terceiro. Paludo e Enzo Elias completam o top5. Em 12º, Fran Lara fez o melhor tempo na classe Sport.

 

O que eles disseram:

“Antes de falar do quali, quero parabenizar o trabalho fantástico dos mecânicos da Porsche Cup. Bati o carro depois da minha volta rápida da pole e eles rapidamente me colocaram em condições de fazer o segundo quali. Feliz pela nova pole, sempre bom andar bem, apesar de não ter sido um ano de bons resultados para mim, andar rápido é sempre muito bom.”
Francisco Horta

“Foi muito bom. Não fomos bem na primeira classificatória, o acerto do carro não foi o ideal. Aprendemos com o outro quali, acertamos bem o carro e consegui essa bela pole, que dessa vez foi conquistada, não pelo grid invertido. Feliz demais.”
Pedro Aguiar

PARCEIROS