Caio Castro estreia com 12º lugar no sábado

Piloto do carro #22 consegue bom resultado na primeira corrida, mas se envolve em um toque na segunda largada

Depois de alguns meses de ansiedade e muito treino, enfim o piloto Caio Castro participou de sua primeira corrida oficial no certame da Porsche XP Private Cup. Treinando intensamente desde os meados de 2020, Caio preparava sua estreia para a abertura da temporada de 2021 da categoria.

O palco da primeira corrida de Caio Castro não podia ser outro, o Velocitta, um dos traçados mais bonitos do Brasil e com muita história junto com a categoria.

Ao longo dos treinos de sexta, o piloto do carro #22 mostrou bom ritmo e que os treinos no ano anterior o ajudaram a entender ainda melhor o bólido que vai usar ao longo de sua temporada inaugural nos carros de corrida. Caio inclusive andou dentro do top10 durante o primeiro treino livre do ano.

Já no sábado o piloto começou novamente o dia mostrando que sua estreia poderia render bons frutos. Caio levou o carro #22 para largar na 11ª posição, não avançando ao top10 por pouco. Entre o quali e a primeira corrida oficial do piloto na Porsche XP Private Cup, a chuva trouxe um aperitivo extra para o sábado de abertura da temporada, deixando o técnico traçado do Velocitta ainda mais desafiador.

Ao longo de sua primeira experiência como piloto profissional, Caio viveu disputas intensas, traçado molhado, um passeio na grama da reta principal e chegou inteiro para receber a bandeira quadriculada na 12ª posição.

“A estreia é algo sempre especial, né? Consegui trazer o carro inteiro para os boxes, mas a corrida é um mundo completamente novo. Ano passado apenas treinei com o carro, não havia disputado posições e nem vivido essa experiência que é correr de fato contra os outros pilotos. Minha prioridade era chegar com o carro inteiro no final da corrida.”

O piloto ainda brincou com sua passagem na grama que resultou em um cone em pedaços e disse que deve um objeto novo para a categoria por conta de ter acertado com o carro.

O domingo de Caio Castro foi diferente de sábado. O sol brilhou no Velocitta e a pista já estava completamente seca para os carros da GT3 Cup acelerarem mais uma vez. Em nova largada tumultuada, Caio sobreviveu bem e vinha em disputa intensa com Bruno Campos por posição durante boa parte da bateria. Até que um toque entre os dois encerrou mais cedo a segunda prova do final de semana para os pilotos.

Caio se mostrou frustrado com o acontecido pois gostaria de terminar mais uma corrida no final de semana, mas ressaltou o aprendizado e que toques são coisas que acontecem dentro do automobilismo.

Agora Caio Castro volta suas atenções para uma pista ainda inédita para ele. O circo da Porsche XP Private Cup pega a estrada com destino a Curitiba para a segunda etapa da temporada no Autódromo Internacional de Curitiba, nos dias 26 e 27 de junho.

PARCEIROS