Garanta Seu Ingresso

Perspectiva de chuva é desafio extra para pilotos da Porsche GT3 Cup no final de semana da F1

A chuva tão ansiosamente esperada pela população de São Paulo chegou justamente na semana do GP Brasil de F1 e trouxe junto um desafio adicional para os pilotos da Porsche GT3 Cup: a perspectiva da disputa da sétima etapa da temporada com o novíssimo piso de Interlagos molhado na corrida mais esperada do ano.

“Sem dúvida é um elemento extra de atenção”, aponta o bicampeão e líder do campeonato, Ricardo Rosset. “Andamos pouco com o carro novo na chuva neste ano, mas o Porsche é ótimo e traciona muito bem. A questão principal não é apenas o piso molhado na corrida, mas a possibilidade de treinar sexta no seco, classificar sábado com muita chuva e correr no seco domingo”, frisou o competidor do carro #1.

Rosset acrescenta que normalmente, quando uma pista é inteira recapeada como é o caso de Interlagos em 2014, podem restar resíduos que deixam o piso escorregadio nas primeiras voltas, especialmente na presença de chuva. “Com certeza será um ponto de atenção, e todos os pilotos vão precisar se adaptar bem rápido porque no final de semana da F1 temos menos tempo de pista do que nos demais eventos.”

Assim como o bicampeão da Porsche GT3 Cup, Pedro Queirolo lembra que o tempo em Interlagos é imprevisível. “Vou procurar me adaptar rapidamente às condições de cada dia e tentar fazer uma boa prova. Teremos menos tempo de treino para acertar o carro e a chuva pode complicar o cenário, pois podemos fazer um acerto para o seco e chover na corrida ou vice-versa”, apontou o piloto do carro #13.

Depois de seis etapas e nove corridas disputadas no ano, a classificação da Cup aponta Rosset em primeiro lugar com 160 pontos, seguido por Constantino Jr (149), Clemente Lunardi (113), Ricardo Baptista (98) e Marcel Visconde (93). Os dois primeiros abriram vantagem na recente passagem da categoria pelo Velo Città, mas, com mais de cem pontos em disputa na temporada, ainda é cedo para reduzir a briga pelo título na divisão principal a um duelo entre dois carros apenas.

Nas demais séries contudo, a etapa passada acirrou a concorrência. Maurizio Billi descontou oito pontos de Clemente Lunardi na classe Master, foi a 45 pontos e ultrapassou Gui Affonso (42) pela vice-liderança por um ponto. A seguir vêm Tom Valle, Sérgio Ribas e Roberto Posses, todos empatados com 41 pontos.

Na Cup Sport, o líder Gil Farah viu sua vantagem na ponta cair para Eduardo Azevedo. “Temos que ser melhores que no Velo Città quando o carro superaqueceu e eu não consegui classificar então tive que largar no final do grid. Vamos procurar manter o que foi feito ao longo do ano e somar o maior número possível de pontos em Interlagos para ficar na liderança”, disse o piloto do carro #81, dono de 65 pontos na classe de entrada.

Logo atrás, com 61, o piloto do carro #88 atravessa seu melhor momento na temporada, tendo somado 48 pontos em 50 possíveis desde a quarta etapa da temporada, em Curitiba. De quebra, Eduardo Azevedo tem belo retrospecto quando se trata de preliminar da F1. Ele venceu as corridas da Porsche GT3 Challenge em 2012 e 2011 e foi terceiro em 2010 e 2009. “Eu era feliz e não sabia”, brincou ele, em alusão ao histórico.

“Minha meta é um pódio na Cup. Um top5 no grid desta categoria vou encarar quase como uma vitória, pois a régua é mais alta para mim neste ano em termos de pilotagem. Tenho objetivo de largar na frente, mas sei que não será fácil. Interlagos é o circuito favorito de todo mundo e também um local que todos conhecem bem. Então é provável que o grid seja mais apertado, com diversos carros no mesmo bolo da frente”, acrescentou Eduardo, mais um piloto que valorizou a importância da tomada de tempo de sábado como chave para um desfecho favorável na corrida do domingo.

Além das disputas dos competidores regulares da Porsche GT3 Cup, a preliminar do GP Brasil de F1 neste final de semana tem uma atração internacional. O piloto e ator americano Patrick Dempsey tem previsão de chegada nesta quinta-feira na capital paulista e vai competir com o carro #14 como piloto convidado.

Estão previstas três atividades de pista nesta etapa: um treino livre na sexta-feira ao meio dia, a tomada às 15h30 de sábado e a corrida de 25 minutos mais uma volta de duração às 10h15 de domingo.

Cup – Classificação após seis etapas:
1. Ricardo Rosset 160 pontos
2. Constantino Jr. 149
3. Clemente Lunardi 113
4. Ricardo Baptista 98
5. Marcel Visconde 93
6. Gil Farah 79
7. Eduardo Azevedo 77
8. Pedro Queirolo 77
9. Daniel Schneider 57
10. Rodolfo Ometto 54
11. Franco Giaffone 52
12. Tom Valle 39
13. Adalberto Baptista 39
14. Gui Affonso 30
15. Maurizio Billi 30
16. Roberto Posses 24
17. Sérgio Ribas 21
18. Carlos Ambrósio 20
19. Rodrigo Hanashiro 14
20. Marcelo Franco 8
21. Marcelo Stallone 7
22. Charles Reed 7
23. Guilherme Figueirôa 6
24. Carlos Silveira 3

Cup Sport – Classificação após seis etapas:
1. Gil Farah 65
2. Eduardo Azevedo 61
3. Daniel Schneider 50
4. Franco Giaffone 49
5. Rodolfo Ometto 48
6. Adalberto Baptista 41
7. Carlos Ambrósio 26

Cup Master – Classificação após seis etapas:
1. Clemente Lunardi 79
2. Maurizio Billi 45
3. Gui Affonso 42
4. Tom Valle 41
5. Sérgio Ribas 41
6. Roberto Posses 41
7. Marcelo Stallone 32
8. Guilherme Figueirôa 26
9. Carlos Silveira 16
10. Charles Reed 12

PARCEIROS