Garanta Seu Ingresso

Silveira vai ao pódio pela primeira vez e recebe carinho dos amigos da Porsche Challenge

Em sua terceira temporada como piloto de automobilismo, Carlos Silveira realizou um sonho: foi pela primeira vez ao pódio da Porsche Challenge. Em Interlagos, na cerimônia de premiação da sexta etapa de 2012 do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil, a sexta posição do piloto foi muito comemorada por ele e também por seus colegas, que o aplaudiram efusivamente. Silveira ficou comovido com tal demonstração de carinho. E chega ainda mais motivado para a sétima etapa da temporada, que será realizada no dia 27 de outubro em Curitiba.

Esse foi um dos grandes momentos de uma prova que, por causa de um acidente múltiplo poucas curvas após a largada, teve a presença do safety car em boa parte do tempo. Depois da relargada, houve mais três voltas em bandeira verde. A vitória ficou com Sylvio de Barros, líder do campeonato, mas Silveira também teve muito a celebrar. “Consegui fazer uma boa largada, e o pessoal que se envolveu no acidente estava atrás de mim”, diz o paulista.

Silveira estreou na Porsche Challenge e nas corridas automobilísticas em 2010. “Quando eu era garoto, antes mesmo de tirar minha carta de motorista, era apaixonado por corrida de automóvel. Meu pai não deixava eu correr, e também eu não tinha dinheiro para correr. Sempre foi meu sonho. E um sonho sem ação nunca vira realidade”, conta o piloto, que se aproximou das corridas de Porsche em 2007, quando participava dos eventos do Porsche Club do Brasil.

No Porsche GT3 Cup Challenge Brasil, logo ele se sentiu entre amigos. “Gostei muito do carinho recebido por todos os colegas após o pódio”, afirma. “É uma turma muito boa. Fiz vários amigos depois que entrei na Challenge. São mais jovens que eu, mas me identifiquei muito com eles. Parece que ninguém olhou para a cara do primeiro colocado no pódio: todos vieram até mim para me dar um abraço. É um prazer correr e também estar com o grupo todo. Nunca vi uma discussão nossa, não tem tempo ruim entre nós.”

Silveira já dividiu a pista com seu filho Joca em duas provas. “Ele é apaixonado por automobilismo também. Quando ele faz por merecer eu o ajudo a correr. Ele é cuidadoso. Quando anda sozinho faz tempos muito bons, mas para disputar provas é ainda um pouco mais acanhado, mais temeroso, não gosta de se envolver em batidas. Mas, em classificações, ele vai bem e faz tempos às vezes até melhores que os meus. De vez em quando dou uma colher de chá para ele, mas ele precisa merecer, não pode ser tudo muito fácil”, declara.

Carlos Silveira, que marcou pontos em todas as oito provas já disputadas em 2012, é o oitavo colocado no campeonato da Challenge.

PARCEIROS