Garanta Seu Ingresso

GT3 Cup: Sylvio de Barros é 100% em Curitiba na 4.0, enquanto Chico Horta e Marco Billi vencem na 3.8

O retorno de Sylvio de Barros para a Porsche Cup não poderia ter sido melhor. Agora competindo na categoria GT3 Cup 4.0, o piloto deixou a etapa de abertura do campeonato de maneira perfeita, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Curitiba, neste sábado, dia 24: com pole position, duas vitórias e liderança do campeonato.

O piloto, que já chegou a disputar temporadas completas da categoria, ficou ausente nas duas últimas, participando apenas de algumas corridas. Em 2017, por exemplo, ele só esteve no campeonato de Endurance. O tempo ausente parece ter aumentado o ímpeto por bons resultados.

Se na primeira prova do dia ele precisou “apenas” se manter na frente, na segunda, teve uma boa recuperação ao largar do meio do pelotão e ainda rodar na primeira curva.

“Sabia que a segunda prova seria emocionante largando ali de trás, mas não que seria tanto. Foi incrível, o carro estava fantástico. Consegui me divertir muito neste sábado, nem tenho o que falar”, destacou Sylvio.

Na classe GT Cup 3.8, Chico Horta e Marco Billi venceram as corridas. Mas quem teve mais motivos para comemorar mesmo foi Paulo Totaro. Com dois segundos lugares, o competidor deixou Curitiba na liderança do campeonato.

“Não tenho o pique da garotada, mas tenho constância. Então, vou lutar pelo campeonato. A ideia é manter a constância, conquistar pontos e, quem sabe, não dê certo neste ano. Foi muito bom, a pista de Curitiba é muito legal, o carro é muito bom. Me deram um acerto perfeito. Só tenho a agradecer: minha família, o Dener Pires e o Renan (Guerra, coach)”, declarou Totaro.

Veja a declaração dos demais pilotos

“A primeira corrida foi muito perto, perdi rendimento, e o Paulo Totaro foi chegando. Se tivesse mais uma volta, não sei o que iria acontecer. Mas foi muito bom. A segunda prova não foi tão boa. Dei uma rodada, mas depois me recuperei. Para a primeira etapa do ano, foi muito bom”
Chico Horta, vencedor da primeira prova da GT3 Cup 3.8

“Foi incrível, o fim de semana inteiro foi muito bom. Fizemos a pole position, foi uma recompensa por tudo o que estamos evoluíndo. Tudo foi muito legal”
Marco Billi, vencedor da segunda prova da GT3 Cup 3.8

CORRIDA 1

Sylvio de Barros manteve a ponta na largada, seguido por Carlos Ambrósio e Tom Valle. Na classe 3.8, Marco Billi se manteve na ponta. Mas logo Chico Horta e Paulo Totaro passaram a persegui-lo de perto.

Ainda no inicio, Tom Valle subiu para o segundo lugar e começou a caçar Sylvio.

No inicio da sexta volta, o segundo colocado perdeu a freada e saiu da pista logo depois da reta, dando alivio para o líder. Logo em seguida, Valle saiu novamente, ocasionando uma bandeira vermelha.

Enquanto isso, na 3.8, Marco Billi perdia posições, deixando Chico Horta na ponta. Na relargada, mais problemas para Marco, que não conseguiu sair do grid.

Com a retomada da corrida, Sylvio de Barros seguia na liderança, com Carlos Ambrósio e Maurizio Billi na sequência. Em disputa pelo sexto lugar, Márcio Mauro e Dominique Teysseyre saíram da pista na curva 1.

Entre os carros 3.8, o top 3 tinha: Chico Horta, Paulo Totaro e Patrick Choate.

Conforme os minutos foram passando, Horta e Totaro iniciaram uma bela disputa pela ponta da categoria.

Na 4.0, com Sylvio em primeiro, e Maurizio Billi decidiu ir para cima de Ambrósio na disputa pelo segundo lugar.

Apesar das boas disputas, as posições não mudaram. Sylvio de Barros ficou com a vitória, seguido por Carlos Ambrósio, Maurizio Billi, Adalberto Baptista e Guilherme Reischl.

Enquanto isso, na 3.8, triunfo para Chico Horta, com Paulo Totaro quase obtendo a ultrapassagem na reta. Na sequência, vieram: Patrick Choate, Alexandre Auler e Sang Ho Kim.

CORRIDA 2

A segunda prova da GT3 Cup teve a inversão de seis posições entre os pilotos da 4.0 e cinco postos na 3.8. Assim, Márcio Mauro e Sang Ho Kim largaram na frente, respectivamente.

Márcio Mauro manteve a ponta no início, com Maurizio Billi e Adalberto Baptista logo atrás. Vencedor da primeira disputa, Sylvio de Barros rodou logo depois da reta.

No início da segunda volta, Billi assumiu a liderança. Mauro, então ex-líder, passou a ser pressionado pelos demais adversários e, logo, acabou superado por Adalberto.

Na classe 3.8, Marco Billi, Paulo Totaro e Patrick Choate formavam o top 3. Marco conseguiu uma boa recuperação após largar na última posição.

Na frente, Rouman Ziemkiewicz surpreendeu Márcio Mauro e Carlos Ambrósio e saltou do quinto para o terceiro lugar com uma ultrapassagem dupla ao fim da reta.

No início da 11a volta, Adalberto Baptista tentou superar Maurizio Billi após a reta, mas perdeu a freada e saiu da pista. Mesmo assim, seguiu em cima do adversário na disputa pela ponta.

Adalberto novamente tentou passar pelo adversário no mesmo local no giro seguinte, mas voltou a frear muito tarde. Assim, caiu para a quarta posição, atrás de Sylvio de Barros e Rouman Ziemkiewicz.

Na classe 3.8, nada de alteração entre os líderes: Marco Billi, Paulo Totaro e Patrick Choate.

No terço final da corrida, Maurizio Billi voltou a ser incomodado na ponta, dessa vez por Sylvio de Barros. Na 16a volta, Maurizio foi superado ao errar na curva 3.

A partir de então, a prova teve como principal disputa a luta pelo terceiro posto entre Rouman Ziemkiewicz e Adalberto Baptista. Na última volta, ambos se tocaram dando espaço para Carlos Ambrósio ultrapassá-los. Rouman em seguida abandonou.

Assim Sylvio de Barros venceu pela segunda vez no fim de semana, seguido por Maurizio Billi, Carlos Ambrósio, Adalberto Baptista e Luca Seripieri.

Na 3.8, o triunfo ficou com Marco Billi. Completaram o top 5: Paulo Totaro, Patrick Choate, Chico Horta e André Gaidzinski.

RESULTADOS

CORRIDA 1

GT3 Cup 4.0

1) Sylvio de Barros
2) Carlos Ambrósio
3) Maurizio Billi
4) Adalberto Baptista
5) Guilherme Reischl

Não completaram:
Márcio Mauro
Dominique Teysseyre
Tom Valle
Rouman Ziemkiewicz
Luca Seripieri
Rodolfo Toni

GT3 Cup 3.8

1) Chico Horta
2) Paulo Totato
3) Patrick Choate
4) Alexandre Auler
5) Sang Ho Kim
6) André Gaidzinski
7) Marco Billi

CORRIDA 2

GT3 Cup 4.0

1) Sylvio de Barros
2) Maurizio Billi
3) Carlos Ambrósio
4) Adalberto Baptista
5) Luca Seripieri
6) Rodolfo Toni
7) Márcio Mauro
8) Guilherme Reischl
9) Rouman Ziemkiewicz

Não largaram:
Dominique Teysseyre
Tom Valle

GT3 Cup 3.8

1) Marco Billi
2) Paulo Totato
3) Patrick Choate
4) Chico Horta
5) André Gaidzinski
6) Alexandre Auler
7) Sang Ho Kim

PARCEIROS