Max Wilson e Porsche Cup: uma história de amizade e profissionalismo de mais de 15 anos

Piloto consultor da categoria desde 2008, Max foi um dos primeiros a ter contato com o carro da Porsche Cup quando ele chegou no Brasil pela primeira vez.

O ano de 2005 marcou o começo da história da Porsche Cup no Brasil. Além de Dener Pires, o organizador da categoria, outro responsável por essa chegada foi o piloto e amigo pessoal de Dener, Max Wilson. Hoje, 15 anos depois do primeiro Porsche de competição desembarcar em território nacional e dar início ao sonho dos carros de competição mais produzidos no planeta correndo no Brasil.

Max foi o responsável por testar o carro que assumiria o grid da categoria. Mesmo não correndo em uma prova que fosse a ideal para o carro, o teste foi aprovado pelo piloto. O Porsche completou as tradicionais Mil Milhas de Interlagos.

“Lembro de quando ele trouxe o primeiro carro, lá no começo de 2005, para conhecermos e entendermos um pouco mais sobre ele. E assim fizemos as mil milhas daquele ano. Sabíamos que aquele carro não era projetado para tal prova, mas mesmo assim completamos elas. Foi um bom laboratório para entender o Porsche”.

Morando fora do Brasil na época, Max, mesmo do outro lado do planeta, mantinha contato com o amigo para saber sobre a categoria, trocar conhecimentos e experiências e ideias sobre o automobilismo.

“Em 2008 eu voltei ao Brasil. Um mês depois o Dener me fez o convite para ir trabalhar na categoria. Porém, antes de aceitar, eu e ele conversamos muito sobre isso. Sobre como seria a situação de sermos muito amigos e trabalharmos juntos. Havia a preocupação do trabalho afetar a amizade ou vice e versa”.

E lá se foram 12 anos trabalhando juntos, a amizade nunca foi afetada pelo trabalho, pelo contrário! Só aumentou nesses anos.

“Em todos esses anos acompanhando de dentro da categoria, muitas coisas interessantes aconteceram, como acompanhar o crescimento da Porsche Cup, que começou como uma categoria de pilotos amadores e 14 carros no grid. Hoje é uma das principais categorias do automobilismo nacional, com cerca de 50 carros no grid. além disso é também uma das maiores Porsche Cup do mundo. Sem contar que somos a única no mundo com a categoria de Endurance”.

Interessante também ver a evolução dos pilotos, completou Max. Alguns pilotos tiveram suas primeiras experiências com o automobilismo em um carro do grid da Cup, lembrou o piloto. Alguns deles começaram como amadores e sem pretensão no automobilismo. Hoje nós vemos pilotos que começaram com a gente correndo nas mais diversas categorias Brasil a fora.

A relação criada entre aqueles que já passaram pela categoria é outro ponto que o marcou esses 15 anos da Porsche Cup no Brasil.

“De vez em quando encontramos alguns pilotos que passaram por aqui e hoje já não estão mais no nosso grid. Encontramos com alguns deles em etapas, eles vêm nos visitar no autódromo, ou num restaurante também. É bom ver o quanto a Porsche Cup acrescentou na vida dessas pessoas. Não só na esportiva, como na pessoal. Amizades nasceram ali, não só entre os pilotos”.

A estrutura da Porsche Cup Brasil é única no mundo, pilotos e engenheiros de equipes que tiveram algum contato com a categoria elogiam o fato da Porsche Cup organizar o campeonato e, além disso, cuidar dos 50 carros que compõem a categoria aqui no Brasil, fato único no mundo.

Max lembrou de um caso que aconteceu em 2009 na cidade de Curitiba durante a etapa conjunta da Cup com o WTCC. Onde um engenheiro e amigo dele que integrava uma das equipes do WTCC não entendia como era possível apenas uma organização como a da Porsche Cup.

“Ele comentou que nunca tinha visto uma estrutura como a nossa, e que nunca viu uma equipe cuidar de 50 carros. Ele não foi o único que ficou impressionado com nosso trabalho. Não aconteceu só com ele, algumas outras pessoas da Fórmula 1 também, durante as etapas compartilhadas com o GP Brasil. É uma coisa única no automobilismo uma mesma entidade cuidar de tudo que envolve a categoria”.

A Porsche Cup tem um futuro muito longo pela frente, ainda tem muita coisa para viver. É uma honra fazer parte desses 15 anos de Cup aqui no Brasil

PARCEIROS