Garanta Seu Ingresso

Vitória no Velo Città costuma significar título na Cup

O autódromo de Velo Città costuma dar sorte aos pilotos da classe Cup da Porsche Império GT3 Cup. Desde 2012, quando o circuito entrou no calendário do campeonato, o campeão da temporada sempre conseguiu sair vitorioso, em pelo menos uma das provas disputadas no local. A sina vai se repetir nesse ano?

Melhor da temporada em 2012, Ricardo Baptista venceu a segunda corrida na cidade de Mogi Guaçu no primeiro ano. Em seguida, Ricardo Rosset (2013 e 2015), Constantino Junior (2014), Lico Kaesemodel (2016, campeão de Sprint) e Miguel Paludo (2016, campeão Overall) também triunfaram no local e terminaram o ano como campeões. Vale lembrar que em 2015, a Porsche Império GT3 Cup teve duas etapas em Velo Città.

Inaugurada em 2012, a pista de Velo Città se tornou um dos principais locais para a prática de automobilismo no Brasil. Com um traçado bem seletivo e muito técnico, ele não deixa a desejar a nenhum autódromo do restante do mundo. Tanto que a pista logo recebeu as homologações da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

“A pista é muito seletiva. Tem muito pouco espaço para erros, porque, em alguns pontos, o muro fica muito próximo. Gostei bastante dela”, destacou o piloto Ricardo Baptista, que já venceu duas vezes no local.

“Os proprietários e gestores fizeram tudo com muita competência para ter um autódromo de alto nível. É muito bom saber que temos uma excelente opção de autódromo homologado FIA no país”, destacou Dener Pires, diretor da Porsche Império GT3 Cup.

Com três vitórias em cinco corridas na temporada, Rodrigo Baptista lidera a classificação da classe Cup. O piloto conseguiu pelo menos uma vitória nas duas etapas anteriores, em Curitiba e São Paulo. Resta saber se ele vai manter a caminhada pelo título no Velo Città.

PARCEIROS