Garanta Seu Ingresso

Porsche Cup: Baptista vence a primeira do dia em Interlagos e dispara na liderança

Dizer que tudo deu certo seria pouco para definir a vitória de Ricardo Baptista na prova 9 da Porsche Cup, realizada na manhã deste sábado em Interlagos. Além de largar na pole position, vencer de ponta a ponta e fazer a melhor volta da prova, Baptista ainda viu Clemente Lunardi, seu maior adversário na luta pelo título, cair para último ao ter um pneu furado pouco antes da metade da prova. Essa combinação de resultados fez o vencedor da corrida disparar na liderança do campeonato. Fábio Viscardi dividiu a primeira fila do grid com Baptista e, depois de muitos incidentes, terminou em segundo lugar.

Na largada, Baptista e Viscardi mantiveram as posições conquistadas nos treinos, seguidos por Roberto Posses, Lunardi, Marcelo Franco e Marcel Visconde. Ainda na primeira volta, Otávio Mesquita colidiu com Guilherme Figueirôa no S do Senna. Figueirôa rodou e outros pilotos também se atrasaram ao desviar do acidente. Lunardi subiu para terceiro ao ultrapassar Posses na segunda volta e assumiu o segundo lugar na quarta volta, depois que Viscardi cometeu um erro na curva do Laranja. Isso criou a expectativa de uma nova disputa entre os dois líderes, mas na sétima volta um pneu furado fez Lunardi cair para último. Ele percorreu mais de meia volta em velocidade lenta até chegar aos boxes para fazer a troca. Voltou à pista em último lugar, a quase 1:20 de Baptista, perdendo todas as possibilidades de alcançar uma boa colocação.

Enquanto Baptista disparava na frente, Viscardi, Posses e Franco lutavam entre si, com várias trocas de posição, seguidos por Pedro Queirolo e pelo estreante Ronaldo Kastropil, que fazia uma ótima corrida. Posses caiu para quinto ao rodar no Laranja e, a duas voltas do final, Queirolo se aproximou de Franco. Os dois travaram um duelo pelo terceiro lugar, sem que houvesse mudança de posição.

Para Baptista, a corrida começou difícil e terminou mais tranquila. “O Fábio acompanhou meu ritmo no começo, mas depois ele errou no Laranja e abri uma vantagem. Daí em diante, comecei a controlar a corrida. Esta chicane é perigosa, porque se você errar nela o carro pode sair muito danificado. Fiquei concentrado e deu certo”, comemorou o líder.

Viscardi, por sua vez, comemorou muito seu melhor resultado em sua temporada de estreia na Porsche Cup. “Fiz uma boa largada e tentei acompanhar o Ricardo. Cometi um erro no Laranja e o Clemente me passou. Tive que ‘segurar’ o resto do pessoal e subi para segundo quando o Clemente teve um pneu furado. Por enquanto, está sendo um final de semana especial: consegui minhas melhores posições de largada e chegada na Cup”, dizia.

Marcelo Franco também tinha bons motivos para estar contente. “Fiz um acerto que privilegiava a velocidade na classificação. Sabíamos que isso aumentaria o desgaste dos pneus na corrida, mas o carro piorou antes do que imaginávamos. Este terceiro lugar caiu no colo: fui herdando posições e, no final, ainda consegui segurar o Queirolo.” Lunardi, por sua vez, lamentava a falta de sorte: “Eu já havia percebido que o pneu perdia pressão e continuei na pista esperando que a certa altura o vazamento parasse. Mas esvaziou de vez e tive que parar para trocar”.

Após a corrida, a direção de prova puniu Mesquita com o acréscimo de 30 segundos em seu tempo de prova por considerá-lo culpado na colisão com Figueirôa. Com isso, Mesquita caiu do oitavo para o décimo quinto lugar.

A largada para a prova 10 acontecerá às 14:20. Pelo regulamento, o grid de largada é formado pelo resultado da prova 9, com inversão dos oito primeiros colocados.

O resultado da prova 9 da Porsche Cup foi o seguinte:
1) 27-Ricardo Baptista, 16 voltas em 27:54.554, média de 148,390 km/h
2) 81-Fabio Viscardi, a 6.511
3) 70-Marcelo Franco, a 10.775
4) 13-Pedro Queirolo, a 11.307
5) 52-Roberto Posses, a 14.712
6) 53-Ronaldo Kastropil, a 16.351
7) 40-Maurizio Billi, a 17.292
8) 55-Marcel Visconde, a 22.260
9) 18-Zeca Feffer, a 24.465
10) 36-Charles Reed, a 28.123
11) 10-Adalberto Baptista, a 31.220
12) 11-Omilton Visconde Jr, a 34.279
13) 75-Henrique Assunção, a 34.466
14) 09-Guilherme Figueirôa, a 50.708
15) 51-Otávio Mesquita, a 50.843
16) 16-Esio Vichiese, a 52.353
17) 63-Sérgio Ribas, a 1:03.758
18) 64-Henry Visconde, a 1:06.041
19) 07-Clemente Lunardi, a 1:24.398
Melhor Volta: Ricardo Baptista, 1:42.915, média de 150,905 km/h, na 2ª volta

PARCEIROS