Garanta Seu Ingresso

Miguel Paludo herda vitória e se firma na ponta do campeonato

Miguel Paludo já estava satisfeito com a segunda colocação na segunda prova da classe Cup, da Porsche Império GT3 Cup, no Velo Città, em Mogi das Cruzes (SP), neste sábado (3). Afinal, o resultado já tinha garantido a primeira colocação no campeonato. No entanto, uma notícia quase uma hora após o fim da disputa aumentou ainda mais a satisfação do piloto. Afinal, Constantino Jr, o então vencedor, recebeu uma punição de 20 segundos, deixando a vitória parar no colo de Paludo.

Sempre andando entre os primeiros colocados no fim de semana, o competidor tentou ao máximo evitar os toques com os demais pilotos. Conseguiu e garantiu pontos importantes para o campeonato.

“É bom nesse intervalo poder liderar o campeonato. A conquista do campeonato se constrói na constância, estou fazendo isso. Tive sorte também, foi uma corrida que teve muitas disputas. Fiz o máximo que pude, depois de um toque com o Lico o carro desalinhou um pouco. O objetivo sempre é o campeonato, nos outros anos foram iguais. Tive muitas vezes de tirar o pé neste sábado para evitar alguns acidentes, que em outras provas não eram tão frequentes. Foi um dia sólido na questão de pontuação, andamos no ritmo do Lico e do Rodrigo na primeira etapa. Na segunda, fizemos alguns ajustes. Fomos rápidos nas duas provas”, comentou o novo líder do campeonato.

A Prova

JP Mauro e Pedro Queirolo sustentaram as duas primeiras posições, com Constantino Jr a seguir. Rodrigo Baptista arriscou por fora o contorno da primeira curva e chegou a assumir o quarto lugar, mas acabou escapando a seguir. Paludo passou em quarto, com Lico em quinto. Em oitavo, Marcel Visconde liderava na Sport, em nono, Tom Valle era o melhor da Cup Master.

JP era muito pressionado por Queirolo na volta 3 e este por Constantino e Paludo a seguir.

Rodrigo se recuperou depois de cair para 12o na primeira volta e já aparecia em nono na volta 5.

JP perdeu rendimento na saída da curva 1 na volta 9 e foi ultrapassado por Queirolo e Constantino. Mas o carro #13 acabou rodando após contato com o #00, que assumiu a dianteira –em incidente que depois da prova renderia 20s de punição ao bicampeão.

Na volta 10 Rodrigo tentou passar Tom Valle e os carros se chocaram. Ambos tentariam seguir na prova, em vão. Pior para o competidor do carro #3, que ainda foi punido com a perda de 10 posições no grid da próxima corrida em que participar.

Paludo assumiu a vice-liderança na volta 11, instantes antes de a bandeira vermelha ser acionada para resgate do carro #44, capotado após contato com o #99, que vinha lento com a roda dianteira direita danificada.

Os carros foram reposicionados com a ordem do término da volta 9 para relargada: Constantino Jr, JP Mauro, Paludo, Lico e Werner no top5. Em 12o, Marcio Mauro era o primeiro na Master, enquanto Marcel Visconde, em nono, era o melhor da Cup Sport.

Após duas voltas em bandeira amarela, a prova foi reiniciada para um sprint de 5 minutos mais uma volta.

Não faltou adrenalina.

Paludo tentou passar JP por fora na curva 1, mas escapou. Melhor para Werner e Lico. A seguir Lico e JP se tocaram –em manobra que renderá a perda de três posições no grid para JP na próxima etapa . Melhor ainda para Werner, que subiu para segundo lugar.

Na volta 14 Paludo passou Werner no fim da reta dos boxes, em preciso mergulho por dentro.

Na penúltima volta, Marcio Mauro rodou ao defender a liderança da Master contra Maurizio Billi. Lico se aproveitou e avançou de décimo para nono.

Constantino recebeu a bandeirada em primeiro, mas foi contido na comemoração porque sabia que havia atrapalhado a corrida de Queirolo.

Paludo, Werner, Ricardo Baptista e Marcel Visconde e Queirolo preencheram o top 5 após o julgamento da prova. Com o resultado Marcel venceu na Sport. Em oitavo, Billi ficou com o primeiro lugar na Master.

PARCEIROS