Garanta Seu Ingresso

Cup: Constantino Jr. segura pressão de Rosset, vence preliminar do GP Brasil e entra na disputa pelo título

Constantino Júnior venceu pela terceira vez uma prova da Porsche Cup realizada como preliminar do GP do Brasil de Fórmula 1. O campeão da categoria em 2011 resistiu ao assédio do líder do campeonato, Ricardo Rosset, e conseguiu o que os europeus chamam de “grand chelem”: largar na pole position, fazer a melhor volta e vencer a prova liderando de ponta a ponta.

Constantino e Rosset disputaram a liderança durante toda a corrida. Apesar de não ter havido troca de posições, a expectativa de uma ultrapassagem durou até a última volta, com o vencedor recebendo a bandeirada com apenas 3 décimos de segundo de vantagem. Pedro Queirolo, terceiro no grid, foi ultrapassado por Marcel Visconde na primeira curva, mas logo em seguida se recuperou e voltou à posição original, na qual terminou a corrida. Para isso, precisou resistir à aproximação de Roberto Posses, quarto colocado e vencedor entre os pilotos inscritos na classe Master. Marcel foi o quinto colocado depois de uma bela disputa com Clemente Lunardi. Este último foi um dos grandes destaques da prova: não participou de nenhuma sessão de treino, largou em último e recuperou-se para finalizar em sexto.

Ricardo Baptista, vice-líder do campeonato, também fez uma prova de recuperação. Com problemas nos treinos, ele alinhou em 17º lugar. Conseguiu subir para oitavo e, na última volta, ultrapassou o sétimo colocado, Daniel Paludo. Mas Tom Valle, que vinha atrás dos dois, levou a melhor e ganhou as duas posições, deixando Baptista em oitavo e Paludo em nono. Maurizio Billi, líder do campeonato na Master, fechou em décimo lugar e ficou em quarto entre os pilotos de sua classe.

O resultado da prova da Porsche Cup preliminar do GP do Brasil de Fórmula 1 deixou três pilotos com chances matemáticas de chegar ao título da temporada. Rosset passa a ter 24 pontos sobre Baptista, mas a pontuação dobrada na última corrida do ano faz com que 66 pontos estejam em jogo na última rodada dupla da temporada, em dezembro. A pontuação dobrada permitiu também que Constantino entrasse na briga pelo título, embora suas chances sejam meramente matemáticas: ele está 60 pontos atrás do líder.

“Há chances, mas nem adianta eu pensar muito nisso. Sobre a corrida, foi difícil porque o Rosset ficou atrás e eu não podia errar”, dizia o vencedor após receber o troféu no pódio. Rosset, por sua vez, admitiu ter arriscado menos do que de costume, pensando no campeonato: “Eu era avisado pelo rádio sobre a posição do Baptista e ele estava sempre em oitavo. Mantive o segundo lugar e esperei um erro do Constantino, mas ele não errou”. Queirolo, terceiro, falou sobre a disputa com Posses, vencedor da classe Master: “O ‘velhinho’ guia muito e me deu trabalho no final”. Baptista, vice-líder do campeonato, explicou que seu carro saía de frente. “Isso tornou muito mais difícil eu ir para cima dos outros. Consegui ultrapassar o Paludo no final, mas o Tom se aproveitou da disputa e passou para sétimo”.

Resultado final da prova da prova da Porsche Cup
1) 0-Constantino Júnior, 16 voltas em 26:50.247, média de 154,069 km/h
2) 88-Ricardo Rosset, a 0.377
3) 13-Pedro Queirolo, a 12.772
4) 52-Roberto Posses, a 14.331
5) 15-Marcel Visconde, a 17.478
6) 7-Clemente Lunardi, a 17.725
7) 99-Tom Valle, a 24.752
8) 27-Ricardo Baptista, a 25.084
9) 89-Daniel Paludo, a 25.473
10) 34-Maurizio Billi, a 31.405
11) 10-Adalberto Baptista, a 37.465
12) 5-Sylvio de Barros, a 38.738
13) 18-Carlos Ambrósio, a 40.330
14) 4-Gui Affonso, a 42.982
15) 63-Sérgio Ribas, a 44.179
16) 11-Omilton Visconde Jr., a 50.696
17) 9-Guilherme Figueirôa, a 54.080
18) 36-Charles Reed, a 54.354
Não classificado (menos de 75% da distância percorrida pelo vencedor)
53-Ronaldo Kastropil, a 13 voltas (acidente)
Não largou
28-Eduardo Azevedo
Melhor volta: Constantino Júnior, 1:39.928, média de 155,235 km/h
(M) piloto inscrito na classe Master
Todos com Porsche 911 GT3 Cup 3.8 equipados com pneus Yokohama.

Classificação do campeonato após 15 corridas
1) Ricardo Rosset, 230 pontos; 2) Ricardo Baptista, 206; 3) Constantino Júnior, 170; 4) Pedro Queirolo, 160; 5) Marcel Visconde, 156; 6) Maurizio Billi, 133; 7) Daniel Paludo, 117; 8) Clemente Lunardi, 114; 9) Tom Valle, 106;10) Roberto Posses, 95; 11) Guilherme Figueirôa, 95; 12) Adalberto Baptista, 93; 13) Fábio Viscardi, 76; 14) Sylvio de Barros, 71; 15) Sérgio Ribas, 64; 16) Gui Affonso, 59; 17) Marcelo Franco, 56; 18) Charles Reed, 32; 19) Omilton Visconde Jr., 24; 20) Carlos Falletti, 8; 21) Alan Turres, 8; 22) Vanuê Faria, 6; 23) Cléber Faria, 6; 24) Carlos Ambrósio, 4; 25) Valter Rossete, 3; 26) Ronaldo Kastropil e Eduardo Azevedo, sem pontos.

PARCEIROS