Garanta Seu Ingresso

Porsche Challenge: Schneider vence mais uma e amplia o reinado em Interlagos

Daniel Schneider continua invicto no Autódromo de Interlagos. Neste domingo, ele venceu pela quarta vez em nove provas já disputadas e desponta como grande favorito para conquistar o título. Otávio Mesquita terminou em segundo lugar e Rodolfo Ometto, maior adversário de Schneider na luta pelo título, terminou em terceiro lugar. A prova foi encerrada com bandeira amarela e sob Safety Car devido a um acidente com seis carros.

A quarta vitória de Schneider aconteceu após uma forte disputa acontecida no período em que a prova esteve sob bandeira verde. Com boas largadas, Mesquita e Ometto pularam para o segundo e terceiro lugares, enquanto Schneider mantinha a liderança. Ainda na primeira volta, o líder perdeu a tangência na tomada da Curva do Laranjinha, sendo superado por Mesquita. Uma volta depois, Schneider deu o troco e colocou por dentro no final da reta dos boxes, ultrapassando Mesquita e voltando ao primeiro lugar. As três primeiras voltas tiveram uma disputa empolgante pela vitória entre Schneider, Mesquita, Ometto e Eduardo Azevedo.

Na quarta volta, seis pilotos se acidentaram na saída da Descida do Lago: Rodolfo Toni, Esio Vichiese, Renato Benedetto, Sérgio Laganá, Mayara Bianchi e Tom Filho. O Safety Car foi acionado devido à obstrução da pista pelos carros acidentados e também pela necessidade de atender a Vichiese. Ele teve um braço fraturado e, mesmo estando consciente e lúcido ao ser retirado do carro, foi encaminhado ao hospital para exames mais detalhados.

Declarações dos três primeiros colocados

Daniel Schneider: “Não foi uma vitória tão boa por causa do acidente, mas valeu por causa do campeonato. Não larguei muito bem, mas consegui manter o primeiro lugar. Meu pneu ainda não estava muito aquecido e acabei entrando muito rápido no Laranjinha na primeira volta. Nessa hora, eu sabia que o Otávio estava em posição para me passar. Nem tentei segurar. Consegui ultrapassá-lo na volta seguinte, e aí veio o Safety Car”.

Otávio Mesquita: “Foi uma corrida ótima. Fiz uma boa largada, quase passei o Daniel, e depois assumi a liderança. Depois, ele me passou. Hoje, pensei como piloto”.

Rodolfo Ometto: “Larguei bem, mas o Otávio fez uma ‘super largada’. Estávamos andando todos juntos e eu tinha carro para chegar no Otávio, mas o acidente não permitiu. Foi uma boa corrida enquanto durou”.

Resultado Final
Porsche Challenge, prova 9
1) 77-Daniel Schneider, 8 voltas em 26:53.475, média de 159,610 km/h
2) 51-Otávio Mesquita, a 0.636
3) 8-Rodolfo Ometto, a 1.121
4) 88-Eduardo Azevedo, a 1.527
5) 63-Fábio Alves, a 3.581
6) 18-Carlos Ambrósio, a 4.378
7) 81-Gilberto Farah, a 5.039
8) 11-Johnny Freire, a 5.815
9) 10-Carlos Silveira, a 6.390
10) 31-Marcello Sant’Anna, a 6.908
11) 3-Franco Giaffone, a 7.312
12) 44-Luiz Arruda, a 7.810
13) 16-Ludovico Pezzangora, a 8.874
14) 29-Rodrigo Mello, a 9.688
15) 19-Tom Filho (L), a 10.039
16) Guto Oni, a 10.647
17) 35-Rodrigo Souza, a 11.386
Não classificados (menos de 75% do total de voltas do vencedor)
18) 52-Rodolfo Toni, 3v
19) 69-Esio Vichiese, 3v
20) 82-Renato Benedetto, 3v
21) 7-Sérgio Laganá, 3v
22) 53-Mayara Bianchi, 3v
Melhor volta: Eduardo Azevedo, 1:42.117, média de 151,900

Classificação do campeonato após 9 provas
1) Daniel Schneider, 137 pontos; 2) Rodolfo Ometto, 112; 3) Gilberto Farah, 94; 4) Carlos Ambrósio, 87; 5) Eduardo Azevedo, 66; 6) Marcelo Stallone, 61; 7) Fábio Alves, 53; 8) Otávio Mesquita, 52; 9) Marcello Sant’Anna, 47; 10) Johnny Freire, 45; 11) Ipe Ferraiolo, 44; 12) Franco Giaffone, 38; 13) Guilherme Ribas, 36; 14) Luiz Arruda, 31; 15) Christian Pons, 24; 16) Carlos Silveira, 24; 17) Caê Coelho, 22; 18) Ludovido Pezzangora, 21; 19) Alan Turres, 18; 20) Renato Benedetto, 18; 21) Vitor Scheid, 17; 22) Tom Filho, 14; 23) Valter Rossette, 10; 24) James Ramos, 10; 25) Peter Ficker, 10; 26) Christian Germano, 9; 27) Luís Carvalho, 9; 28) Rodolfo Toni, 6; 29) Roberto Mello, 6; 30) Tiozinho Marangoni, 6; 31) Rick Lisboa, 6; 32) Joca Silveira, 5; 33) Sérgio Laganá, 3; 34) Rodrigo Mello, 3; 35) Zé Ricardo Viana, 2; 36) Esio Vichiese, 2; 37) Carlos Baptista, Mayara Bianchi, Rogério Wehmuth, Guto Oni e Rodrigo Souza, sem pontos.

PARCEIROS