Garanta Seu Ingresso

Com campeonato em aberto, categoria encerra temporada em Interlagos

Em clima de decisão de campeonato e fim de temporada, o Porsche GT3 Cup Challenge Brasil terá neste fim de semana, no autódromo de Interlagos, em São Paulo, sua última etapa em 2011. A competição retornará ao circuito paulistano menos de duas semanas depois da realização das corridas que antecederam a largada do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, o que ocorre desde 2005. As provas de sábado decidirão o título da categoria Cup (entre Constantino Júnior e Clemente Lunardi) e o vice da Challenge, que tem Sylvio de Barros como campeão antecipado.

A nona e última etapa de 2011 encerrará uma bem-sucedida temporada do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil. Após a inédita realização das duas primeiras etapas fora do país, no Estoril, em Portugal, e em Buenos Aires, na Argentina, a competição passou por Velopark (RS), Jacarepaguá (RJ) e duas vezes por Interlagos e Curitiba. Esta será a terceira rodada em São Paulo.

Será no autódromo mais conhecido pelos pilotos a decisão do título da Cup, categoria cujos carros possuem motores de 3,8 litros que desenvolvem 450 cv de potência. Constantino Júnior (267 pontos) e Clemente Lunardi (243) são os únicos com chances matemáticas de obter a taça de campeão. Como há o descarte dos dois piores resultados ao longo do ano, Lunardi levará o título por apenas um ponto se vencer as duas corridas do sábado e Constantino não marcar, em nenhuma das provas, os dois pontos necessários (equivalentes a um 15° lugar na primeira prova ou um 14° na segunda) para manter-se em primeiro lugar.

Já na categoria Challenge (motores de 3,6 litros e 420 cv) Sylvio de Barros conquistou o título na corrida preliminar do GP do Brasil de Fórmula 1. A disputa em Interlagos será pelo vice-campeonato. Sete pilotos podem terminar na segunda colocação da tabela: Carlos Ambrósio (89 pontos), Fernando Barci (87), Rodolfo Ometto Rolim (85), Eduardo Azevedo (80), Gui Affonso (75), Gilberto Farah (73) e Sérgio Maggi (70).

No entanto, como os dois piores resultados de cada piloto serão descartados, Ambrósio está em desvantagem em relação a Barci, porque precisará descartar quatro pontos e outra pontuação que dependerá do resultado conseguido em Interlagos. Ele foi desclassificado da etapa passada e não pode usar essa prova para descarte. Entre os sete pilotos que brigam pelo vice, é o único que tem pontos a descartar: todos os demais já “zeraram” em pelo menos duas provas.

PARCEIROS