Garanta Seu Ingresso

Adalberto Baptista é o mais veloz da GT3 Cup 4.0, mas Tom Valle que larga na pole; na GT3 Cup 3.8, Alexandre Auler se destaca

Equilíbrio, emoção e dois pole positions inéditos. As classificações das classes GT3 Cup 4.0 e GT3 Cup 3.8 da Porsche Império Carrera Cup, no autódromo de Interlagos, em São Paulo, nesta sexta-feira, foram muito parecidas. E terminaram da mesma forma.

Na GT3 Cup 4.0, Adalberto Baptista surpreendeu. O piloto assumiu a liderança da atividade quando faltavam sete minutos. Chegou a trocar de posição algumas vezes com Tom Valle, mas no fim conseguiu se segurar.

“Foi bem legal, acertei uma boa volta. Tinha uma outra que dava para melhorar um pouco, o que ia ser muito bom. Só de largar na frente é alegria total”, resumiu o piloto.

Adalberto, no entanto, não vai sair em primeiro. Ele carrega cinco posições de punição no grid por conta de alguns problemas na primeira etapa da temporada, em Curitiba. Assim, Tom Valle começa na frente neste sábado.

Na GT3 Cup 3.8, Alexandre Auler também não era cotado para terminar a atividade na liderança. Mas com um desempenho arrasador, ele conseguiu deixar os demais adversários para trás. O que não quer dizer que a batalha com Marco Billi, Nelson Monteiro e Chico Horta não tenha sido dura. Basta avaliar a declaração dele depois da classificação.

“A volta foi: fecha os olhos, acelera e seja o que Deus quiser. Foi sensacional, bom demais. Para mim, que está começando, fazer uma pole position em Interlagos é um sonho, tudo de bom. Já ganhei o fim de semana. Agora, o que vier é lucro neste sábado”, destacou Auler.

Os treinos

GT3 Cup 4.0
Já virou lugar comum falar em equilíbrio nos treinos da categoria, mas não deixa de ser verdade. A classificação da GT3 Cup 4.0 mostrou muito bem isso. Desde o início, o que não faltou foi a troca de posições entre os pilotos. E quem achava que o líder do campeonato Sylvio de Barros teria tranquilidade se enganou.

Rodolfo Toni, Tom Valle, Adalberto Baptista… Não faltaram competidores na pole position. Com sete minutos para o fim da atividade, Adalberto estava na ponta, com 1m37s039.

Com menos de três minutos para o fim, o líder seguia o mesmo. Assim como o equilíbrio, já que a diferença até o décimo colocado era de menos de um segundo.

Ao fim da atividade, Adalberto Baptista recebeu a bandeira quadriculada com o primeiro lugar, seguido por Tom Valle, Rodolfo Toni, Maurizio Billi e Luca Seripieri.

GT3 Cup 3.8
A atividade da GT3 Cup 3.8 se mostrou muito acirrada desde o início. Pole position na primeira etapa do ano, Marco Billi logo surgiu entre os primeiros colocados. Mas sem qualquer tranquilidade.

Isso porque, Chico Horta e Alexandre Auler estavam dispostos a brigar com tudo pela primeira colocação. Em metade da atividade, Auler estava na ponta, com 1m40s526, seguido por Horta e Marco.

Conforme o tempo foi correndo, os líderes passaram a baixar suas marcas, mas sempre com Auler na liderança. As mudanças ocorriam nas posições seguintes, com Billi superando Horta.

Com o cronometro zerado, Auler assegurou a ponta, seguido por Billi, Nelson Monteiro, com uma volta muito rápida nos segundos finais, Chico Horta e Paulo Totaro, o líder do campeonato.

Resultados da classificação:

GT3 Cup 4.0
1) Adalberto Baptista – 1m36s894
2) Tom Valle – 1m36s961
3) Rodolfo Toni – 1m37s264
4) Maurizio Billi – 1m37s300
5) Luca Seripieri – 1m37s310
6) Sylvio de Barros – 1m37s400
7) Carlos Ambrósio – 1m37s712
8) Guilherme Reischl – 1m37s757
9) Rouman Ziemkiewicz – 1m37s792
10) Márcio Mauro – 1m37s851
11) Dominique Teysseyre – 1m38s584

GT3 Cup 3.8
1) Alexandre Auler – 1m40s518
2) Marco Billi – 1m40s565
3) Nelson Monteiro – 1m40s644
4) Chico Horta – 1m40s707
5) Paulo Totato – 1m41s313
6) Patrick Choate – 1m41s948
7) André Gaidzinski – 1m42s541
8) Sangho Kim – 1m43s162

PARCEIROS