Garanta Seu Ingresso

Temporada 2006: Crescimento exponencial

Iniciado com 12 carros em abril de 2005, o Porsche GT3 Cup Challenge dobrou de tamanho em pouco mais de um ano. Em julho de 2006, por ocasião da quinta etapa do campeonato, a categoria tinha 24 Porsches 911 GT3 Cup. Um crescimento muito rápido, mas perfeitamente sustentável devido à seriedade dos organizadores com o fornecimento de carros com desempenho idêntico para todos os pilotos.

A bem sucedida experiência de correr no Paraná, feita no ano anterior, resultou na inclusão definitiva do autódromo paranaense no calendário. Foram oito eventos, sendo seis em Interlagos e dois no Autódromo Internacional de Curitiba (que, na verdade, fica no município vizinho de Pinhais). Todos esses eventos tiveram rodada dupla, num total de 16 corridas. Como em 2005, o Porsche GT3 Cup foi incluído na programação do Grande Prêmio do Brasil, desta vez com duas corridas – uma no sábado, logo depois dos treinos classificatórios da F1, e outra no domingo, poucas horas antes da largada do GP.

Com um ano de existência, o Porsche GT3 Cup Challenge já se mostrava muito atraente para pilotos com grande experiência em outras categorias, inclusive internacionais. Constantino Júnior, vice-campeão sul-americano de Fórmula 3 em 1992 e participante do Campeonato Intercontinental de F3000 em 1993, escolheu o campeonato da Porsche para voltar às pistas. Fez duas corridas, conseguindo como melhor resultado um terceiro lugar na etapa de Curitiba, e programou-se para disputar toda a temporada de 2007. O outro, Alexandre Negrão, egresso da Stock Car e com três décadas de carreira, conquistou o título da temporada na penúltima corrida, tendo Tom Valle como adversário mais próximo durante todo o ano. Valle ficou com o vice-campeonato, pouco à frente de Ricardo Baptista, vencedor de uma das provas realizadas em Curitiba.

Roberto Posses, campeão do ano anterior, venceu três corridas ao longo do ano. Mas deixou de marcar pontos em outras três e terminou o campeonato em quinto lugar, atrás de Otávio Mesquita. Luís Zattar, maior adversário de Posses na luta pelo título de 2005, foi o sexto colocado na pontuação. No total, 28 pilotos participaram da temporada, com o argentino Hugo Pulenta escrevendo seu nome como o primeiro estrangeiro a tomar parte de uma corrida do Porsche GT3 Cup Challenge. Pulenta disputou as preliminares do GP do Brasil e marcou um ponto no campeonato.

PARCEIROS