Redes Sociais Porsche GT3 Cup
Notícias | 2017
Endurance: Baptista e Jimenez vibram com ‘volta perfeita’

Em classificação muito equilibrada, dupla destoa da concorrência para sair na frente na classe Cup, na última etapa da Endurance Series da temporada. Cada um foi o mais rápido em sua parte da classificação. Agora, são apontados pelos próprios adversários como favoritos na capital paulista.


01/12/2017 - 20:58
A dupla parece imbatível na Endurance Series. Vencedores da corrida de longa duração em São Paulo na temporada passada, eles já faturaram os 300km de Goiânia (GO), neste ano, quando voltaram a atuar juntos. E também com uma pole position.

Rodrigo Baptista e Sérgio Jimenez estão realmente bem afinados na Endurance Series da Porsche Império GT3 Cup. Afinal, os dois não querem deixar o topo. Na tarde desta sexta-feira (1), eles ficaram com a pole position para a Porsche 500, no autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP). E isso sem dar chances para os principais adversários.

Em uma atividade em que o equilíbrio foi muito grande nos dois grupos, Rodrigo e Jimenez destoaram do pelotão. Cada um foi o mais rápido em sua parte da classificação. E Rodrigo, atual campeão de Sprint da categoria, resumiu bem o sentimento:

“Consegui achar a volta perfeita, não errei nenhuma curva, nenhum trecho. Demorou um pouco, mas quando encaixou veio uma volta boa”

A dupla parece imbatível na Endurance Series. Vencedores da corrida de longa duração em São Paulo na temporada passada, eles já faturaram os 300km de Goiânia (GO), neste ano, quando voltaram a atuar juntos. E também com uma pole position. Agora, são apontados pelos próprios adversários como favoritos na capital paulista.

“Fizemos um ótimo trabalho, conseguimos economizar um pouco de pneu. Conseguimos testar algumas coisas, de asa e barra, são as únicas coisas que podemos mexer. Estamos muito contentes. Rodrigo Baptista fez uma volta espetacular, eu só confirmei. Deu para mostrar que estamos na briga. Neste sábado, são 500km, é muita coisa. Mas estamos concentrados, calmos. Vamos ter uma boa corrida. Estamos bem, o carro está bom. O carro se mostrou do jeito que a gente queria. Somos alguns dos caras que vão brigar pela vitória, com certeza”, avaliou Jimenez.

Vale lembrar que Rodrigo Baptista não disputou a primeira etapa da Endurance Series, no Velo Città, em Mogi Guaçu. Assim, da dupla, Jimenez é quem segue com chances de lutar pelo título. Resta saber se vai ter alguém para superá-los.

Os qualis

Grupo A
Ainda não era a corrida, mas não faltaram disputas e troca de posições na primeira parte da classificação da classe Cup, em Interlagos. Os dez minutos de atividade foram muito equilibrados do início ao fim, com uma troca constante de pilotos na primeira colocação.

Lico Kaesemodel, Ricardo Baptista, Sylvio de Barros e Rodrigo Baptista se revezaram diversas vezes na frente. Sempre com um tempo mais parecido com o do outro. Até que, nos segundos finais, Rodrigo mostrou o motivo de ter sido campeão do campeonato de Sprint ao ficar com a melhor marca, em 1m36s756. Foi o único a andar abaixo de 1m37.

Quem surpreendeu e deu as caras no fim da atividade foi Marçal Müller, que terminou na segunda colocação, seguido por Lico Kaesemodel, Syvio de Barros e Marcus Vario para fechar o top 5.

Grupo B
Lucas Foresti foi o primeiro a baixar da marca de 1m40 na segunda parte da classificação da classe Cup, com 1m39s376. Um tempo que estava longe das melhores marcas.

Com um pouco mais de três minutos para o fim da atividade, diversos pilotos passaram a girar na marca de 1m37, sendo que o norueguês Dennis Olsen chegou a assumir a ponta por alguns momentos.

Assim como na primeira parte da atividade, a disputa foi intensa pela primeira colocação. Felipe Fraga, então, foi o primeiro a baixar de 1m37, para fazer 1m36s942. Um ótimo tempo, que não garantiu o primeiro posto, que logo foi superado por Sérgio Jimenez (1m36s681).

Tal marca garantiu a pole position para Jimenez e seu companheiro Rodrigo Baptista. Vale lembrar que eles já tinham largado em primeiro na segunda etapa da Endurance Series, em Goiânia (GO).

Declarações dos demais pilotos

“O carro da Porsche é diferente de todos que eu já andei. Estava acostumado com o carro da Challenge, e essa é minha terceira prova com o carro da Cup. Até fiquei impressionado com a volta, acertei bem. Graças ao trabalho dos mecânicos, eu estava com o carro ótimo para a classificação. Fico muito feliz com o segundo lugar no grupo”
Marçal Müller

“A pista está melhor do que da etapa da Fórmula 1. Minha classificação, em termos, foi boa, fiz a terceira posição, mas estava olhando os dados, em uma volta errei a freada depois do Laranjinha. Era três décimos mais rápido do que em relação ao meu melhor tempo. Viramos no terceiro tempo, mas tinha potencial para virar mais rápido. De qualquer maneira, vamos tentar largar ali nas duas primeiras filas, que é o mais importante”
Lico Kaesemodel

“Ficamos entre os três primeiros colocados em todos os treinos, trabalhamos bastante no carro. O Lico Kaesemodel fez uma boa classificação. Estamos em segundo, é importante. Mas é uma prova longa, e a estratégia vale mais do que a classificação em si. Agora, é focar, ver o melhor ritmo, a melhor estratégia de pit stop. É uma corrida que precisamos fazer cinco pit stops, exige mais da equipe. O esforço dos pilotos é maior também”
Ricardo Zonta

“O carro está muito bom, muito bem acertado. A pista está muito boa também. Acho que consegui dar uma volta perfeita, acredito que tirei o máximo que eu podia do carro. Estou muito contente”
Sylvio de Barros

“Estou muito feliz com o resultado, é minha terceira corrida com o carro da Cup. Estou muito confiante. Tive a oportunidade de ganhar a prova da Challenge da Fórmula 1 com o apoio da Hero, estou muito feliz. Esperamos ficar no top 3”
Marcus Vario

“É minha primeira vez aqui em Interlagos, gostei muito da pista. Fomos bem no classificatório. Conseguimos uma boa posição de largada, acredito que vamos estar fortes na corrida. Minha equipe é muito forte. É uma pista que é fácil aprender, mas é mais difícil achar os detalhes”
Dennis Olsen

“Desde os primeiros treinos, sabíamos que seria difícil conseguir a pole position. Estamos sofrendo um pouco com a velocidade de reta. A gente sempre fica por milésimos. O Rodrigo Baptista e o Sérgio Jimenez estão muito superiores, então, tínhamos de brigar pela segunda colocação. Melhor do que fizemos, não dava: largar em terceiro, em uma corrida longa. É bom largar novamente fora da confusão. Estou feliz com minha volta. É uma corrida longa, tudo pode acontecer. Vamos brigar pela vitória”
Valdeno Brito

“Foi bom. O Sérgio Jimenez e o Rodrigo Baptista devem ter achado alguma coisa diferente, porque somente eles viraram muito mais rápido. A briga depois ficou pelo segundo lugar. Estou feliz, o que importa é estar no mesmo ritmo dos outros. A corrida é longa. Esperamos pegar um top 3 para terminar o campeonato feliz. Temos um bom ritmo de corrida, esperamos fazer um bom resultado na Porsche, o que ainda não veio. Queria dar um bom resultado para a Hero que confiou em mim”
Felipe Fraga

Mais Lidas
Últimas Notícias

Receba nossa Newsletter

Preencha seu email e receba nossa newsletter


fotoSidebar
videoSidebar
Parceiros