Redes Sociais Porsche GT3 Cup
Notícias | 2017
Decisão tomada no início da prova leva Luca Seripieri e Alan Hellmeister ao triunfo e à ponta na Challenge

Dupla fica na pista após entrada do Safety Car e garante a vitória com tática diferenciada. Luca completa um ano de carreira neste sábado.


07/10/2017 - 14:41
Luca Seripieri e Alan Hellmeister venceram em Goiânia pela primeira vez na Endurance Series, na Challenge

A opinião dos pilotos é quase sempre unânime nessa situação: as provas da Endurance Series da Porsche Império GT3 Cup são muito longas e muita coisa pode acontecer durante toda a disputa. Mas foi com uma decisão tomada logo no início da prova em Goiânia (GO), neste sábado, que Alan Hellmeister e Luca Seripieri garantiram o triunfo na classe Challenge. De sobra, assumiram a ponta do campeonato.

Logo na largada, um acidente entre diversos pilotos no meio do pelotão causou a entrada do Safety Car. Quase todos os competidores, então, entraram nos boxes para a primeira rodada de pit stops. Luca, que no momento pilotava o carro, decidiu seguir na pista. E isso foi crucial para o triunfo.

“Largamos em sexto, teve aquela batida no início. Entrou o Safety Car e consegui evitar. Todos entraram nos boxes, não conseguia falar com o chefe de equipe e decidi não entrar. Conseguimos abrir umas duas voltas e isso ditou nosso ritmo até o fim. Tenho de agradecer ao chefe de equipe também. Ganhamos graças a ele e ao time”, comentou o competidor.

Luca, aliás, teve alguns motivos especiais para celebrar o triunfo. Um dos mais novos do grid da Porsche Império GT3 Cup, ele comemorou neste sábado um ano de carreira. Além disso, o resultado veio acabar com a frustração dos treinos classificatórios.

“Foi uma superação, sem dúvida. No qualificatório, o resultado não desceu, estava engasgado, foi meu pior treino aqui. Eu não soube gerenciar o carro”, comentou.

Experiente após o título na Endurance Series da Cup na temporada passada, Hellmeister ainda se adapta ao carro da Challenge. Até por isso, festejou demais o triunfo em Goiânia.

“Foi extremamente difícil. O carro da Challenge é ainda mais desgastante, por conta do câmbio. A gente sabia que ainda não tinha o ritmo que precisávamos. Demos uma arriscada na estratégia no começo. Foi excelente. Eu, particularmente, estou muito contente por uma questão pessoal. Na primeira prova, cometi um erro. Tinha de me dedicar mais para retribuir o carinho e a confiança do Luca (Seripieri). O time todo trabalhou bem. O Luca ficou decepcionado com o rendimento no treino, mas levantou a cabeça para a prova. Fizemos uma estratégia mais ousada. Estão todos de parabéns. Voltamos agora para o páreo”, avaliou.

O curioso é que Alan Hellmeister e Luca Seripieri chegaram a liderar 18 voltas no geral por conta da estratégia diferenciada. Agora, estão na ponta do campeonato da Challenge na Endurance Series com um ponto de vantagem em cima de Marcos Peres e Lucas Peres. Sinal que a tática neste sábado realmente foi perfeita.

Declarações dos demais pilotos

“Não estava tão quente logo cedo, então, foi uma ótima decisão ter trazido a corrida para a parte da manhã. Tive dois bons dias com o Fábio (Carbone). Além de ser um grande piloto, é um ótimo professor. Me levou para um nível acima. Pulei uns três níveis acima em dois dias. Me senti muito bem. Foi brilhante. Alcançamos esse ótimo segundo lugar, não tenho o que reclamar”
Dominique Teysseyre (segundo colocado com Fábio Carbone)

“Vim aqui para ajudar o Dominique (Teysseyre) mesmo. Então, o ideal era fazer com que ele melhorasse. Ele melhorou. Conseguimos fazer uma corrida legal, é bom para dar uma incentivada para ele. Ele tem futuro ainda”
Fábio Carbone (segundo colocado com Dominique Teysseyre)

“Estamos felizes por trabalharmos juntos, queria agradecer ao Esteban (Guerrieri). Vamos trabalhar para Interlagos. Foi por pouco”
Eloi Khouri (terceiro colocado com Esteban Guerrieri)

“Primeiro, queria agradecer à Porsche, à organização, à Hero. Foi uma corrida de resistência, de estratégia. Quando paramos no início da prova, achávamos que o Safety Car seria mais longo. Isso complicou um pouco. Mas foi muito divertido”
Esteban Guerrieri (terceiro colocado com Eloi Khouri)

“A gente fez a mesma estratégia do Velo Città, não paramos no Safety Car. Foi a estratégia certa. Não tínhamos o ritmo mais rápido, mas fomos constantes. No fim, briguei com o Eloi (Khouri), consegui ultrapassá-lo. Na última volta, viemos brigando a volta inteira. Passamos com quatro milésimos de diferença. É impressionante, foi muito legal”
Lucas Peres (quarto colocado com Marcus Peres)

“É a melhor sensação do mundo (poder está no pódio com meu pai). Esse era o objetivo desde o início quando ele me convidou para correr. Acabei fazendo o campeonato todo, mas consegui andar com ele também. Estar no pódio é o que a gente queria”
Marco Billi (quinto colocado com Maurizio Billi)

Mais Lidas
Últimas Notícias

Receba nossa Newsletter

Preencha seu email e receba nossa newsletter


fotoSidebar
videoSidebar
Parceiros