Redes Sociais Porsche GT3 Cup
Notícias | 2017
Baptista e Jimenez festejam reestreia com pé direito

Na primeira prova juntos neste temporada de Endurance, pilotos garantem a pole position após boa disputa com Ricardo Baptista e Valdeno Brito. “Fizemos um bom trabalho, não foi só a gente, foi a equipe”, festejou Jimenez. Confira as declarações dos pilotos Cup após os treinos classificatórios de sexta.


06/10/2017 - 21:05
Com voltas dominantes em seus respectivos grupos, Rodrigo Baptista e Sergio Jimenez garantem a pole em Goiânia, no retorno da dupla ao campeonato de endurance.

A retomada da dupla formada por Rodrigo Baptista e Sérgio Jimenez na classe Cup da Endurance Series da Porsche Império GT3 Cup não poderia ter acontecido de melhor maneira nesta sexta-feira, dia 6. Afinal, nada melhor do que retomar a parceria com a pole position para a etapa de Goiânia (GO), a segunda do campeonato de longa duração nesta temporada.

Vale lembrar que a equipe não chegou a ser formada na prova de abertura, no Velo Città, em Mogi Guaçu (SP), porque Rodrigo estava nos Estados Unidos para outros compromissos. Enquanto isso, Jimenez correu ao lado de Daniel Schneider.

“Fiz minha parte, a gente até estava brincando antes (com o Sérgio Jimenez). Consegui encaixar uma volta muito boa, treinamos isso no último treino oficial. Ano passado, a pole escapou por pouco aqui e, agora, veio. O carro está rápido. Temos de ir para a corrida, vamos tentar ganhar”, festejou Rodrigo.

Vencedores da última etapa da Endurance Series na temporada passada, nos 500 km de Interlagos, Rodrigo e Jimenez agora querem repetir a dose na capital goiana. Em 2016, o triunfo ficou perto, mas eles tiveram de se contentar com a segunda posição. Agora, a intenção é terminar de uma maneira diferente.

“Foi muito bom, estou muito contente. Fizemos um bom trabalho, não foi só a gente, foi a equipe. Seguimos o planejamento, deixamos um balanço bom. Rodrigo fez uma volta fantástica, eu complementei. É uma prova longa, mas facilita (largar na pole). É acertar as estratégias para tentar levar essa vitória, que escapou no ano passado”, avaliou Jimenez.

Mas garantir a pole position não foi uma tarefa fácil. Ricardo Baptista e Valdeno Brito ficaram muito perto de repetir o resultado do treino classificatório da corrida de abertura no Velo Città e, por pouco, não asseguraram a primeira colocação. Valdeno, aliás, foi o mais rápido desta sexta-feira ao cravar a marca de 1m24s669.

“Ricardo fez um trabalho belíssimo. Mas o Rodrigo (Baptista) fez um tempo que dificultou para os profissionais fazerem uma média para batê-lo. Mesmo assim, estou feliz. Fiz o melhor tempo do fim de semana, é a segunda vez que isso acontece, foi assim no Velo Città. É um carro que me sinto bem, em uma categoria que tem tudo para ser sempre uma das principais do Brasil. As máquinas são perfeitas, e a organização é para se tirar o chapéu. Vamos ver se na corrida, ao contrário do Velo Città, vamos tentar chegar ao fim”, comentou o piloto mais rápido do dia.

Os qualis

Grupo A
Um dos primeiros pilotos a entrar na pista na primeira parte da classificação da classe Cup, Ricardo Baptista logo assumiu a ponta, com o tempo de 1m25s553. Conforme o treino foi passando, ele melhorou sua marca e atingiu 1m25s403.

Mas o tempo logo foi superado. Em sua primeira participação na Endurance Series nessa temporada, Rodrigo Baptista mostrou toda sua competência, ao fazer a melhor volta em 1m25s061. Com dois minutos para o fim da atividade, ele até recolheu o carro para os boxes, talvez já imaginando que a marca não seria superada. E não foi.

Marcus Vario ficou com a terceira melhor volta (1m25s506), com Lico Kaesemodel logo em seguida (1m25s775).

Vale o registro que a diferença de Rodrigo para o nono colocado nessa parte da classificação foi de menos de um segundo, o que mostra o equilíbrio entre os competidores.

Grupo B
A segunda parte do treino classificatório da classe Cup teve características muito parecidas com a primeira metade. Principalmente por conta da dupla que disputava a primeira posição. Mas ao contrário da parte inicial, Valdeno Brito, que corre com Ricardo Baptista, foi o mais veloz ao marcar 1m24s669. Foi a volta mais rápida desta sexta-feira, mas que não garantiu a pole position.

Isso porque, Sérgio Jimenez assegurou a melhor marca combinada com Rodrigo Baptista ao marcar 1m24s737.
Cacá Bueno foi o terceiro mais rápido nessa parte da atividade, com 1m24s851, com Pedro Piquet na sequência (1m24s907).

Declarações dos demais pilotos

“A segunda classificação é sempre mais difícil, a gente coloca mais peso, o carro fica com menos grip. Mas foi uma volta boa. Achava que tinha sido pior. Fiquei feliz. Conseguimos melhorar a posição de largada. É fazer uma largada boa e ir para a frente”
Pedro Piquet

“A classificação foi boa. Fui atrapalhado um pouco, (Ricardo) Zonta deu uma salvada. Os dois primeiros do grid não pontuaram na primeira prova do Endurance. Precisamos ser constantes nessas duas etapas finais. É uma corrida longa, temos de sentar e ver o que fazer para ter um carro bom. Foi uma sexta-feira boa”
Lico Kaesemodel

“A dupla que está na frente é muito forte, mas a corrida é longa. No Velo Città, tínhamos um ritmo bom de corrida, o acerto do carro também. Largar entre os quatro primeiros nos deixa sonhando. Estou muito contente em poder largar na segunda fila”
Sylvio de Barros

“Foi razoável, sempre podemos ir melhor. Ficamos quatro décimos atrás do P1, é muita diferença. Andei pouco. Acho que está OK. A corrida é longa, tem muita estratégia. Fazer a pole ajuda muito se tudo de se encaixar. Mas acho que vamos conseguir fazer um bom fim de semana”
Ricardo Maurício

“Cheguei meio que pegando o bonde andando, no fim do primeiro treino. Levou um tempo para me acostumar com a pista e o carro. Depois, deu para pegar a mão. Estou satisfeito, queria ter virado mais rápido que o Pedro (Piquet). Estamos largando em sétimo, esperamos pelo menos chegar no pódio”
Nelsinho Piquet

“Foi muito bom, a pista é muito legal, o carro é divertido. Mas vamos analisar ainda, não conseguimos o acerto perfeito, não fiz a melhor volta da minha vida. Faltaram uns três décimos. Mas é uma corrida de longa duração. É melhor largar na pole, mas de segundo para quinto ou sexto não vai mudar. Eu e meu parceiro não temos muita diferença um do outro, então, é focar. Temos chances”
Felipe Fraga

“Nossa dupla é muito forte, uma pena na primeira corrida termos levado uma penalização. Depois, fizemos uma parada para arrumar o carro, a equipe se confundiu. Isso nos custou o pódio. A gente vinha bem nos treinos aqui, mas na classificação acabei sendo atrapalhado por outro carro, Felipe não conseguiu encaixar a melhor volta. A pole era difícil, mas isso nos custou uns três lugares no grid. Mas a corrida é longa, nós somos muito constantes. Estou animado, a prova promete”
JP Mauro

Mais Lidas
Últimas Notícias

Receba nossa Newsletter

Preencha seu email e receba nossa newsletter


fotoSidebar
videoSidebar
Parceiros